Protesto sem causa: Pessoas são manipuladas só para fazer volume em manifestações de rua.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada 00h15
lll
Adultos, jovens e até crianças são levadas para fazer volume nas manifestações de rua. A maioria nem sabe porque está ali.

Não há muito o que escrever sobre o ocorrido de ontem em frente ao prédio da Assembleia Legislativa. O que se viu não é algo surreal nem excepcional, mas natural quando a causa em questão não é ideológica mas a disputa abrasadora pelo poder.

Dois grupos antagônicos desferindo ofensas, desrespeitando o ir e vir das pessoas que passavam nas imediações, falta de respeito de ambos os lados, enfim, coisa sem a menor importância do ponto de vista social. Esses enfrentamentos não causam absolutamente nada que germine  pelo menos um fruto para encher o bucho desse povo miserável.

O que se vê é um bando de pessoas levadas ali para vociferar em nome do nada, manipuladas por arremedos de lideranças comunitárias que se aproveitam da fraqueza do povo para tirar vantagem. São pessoas tangidas ao enfrentamento iguais Gnus, aqueles bois africanos que correm para o nada, sem saber o caminho e sem destino e, claro, viram presa fácil do predador que está na espreita.

O que se viu na praça é o antagonismo exasperado. Um protesto sem causa, sem sentido que só serve para jogar o Estado ainda mais para o precipício. Porque enquanto ‘ heróis sem causa’ são expostos nas praças, nos gabinetes os acordos certamente são outros, enquanto as pessoas são levadas para fazer volume em manifestações de rua.

Em entrevistas em programas das TVs locais, ainda durante a arruaça, algumas pessoas responderam claramente que foram convidadas a participar de uma manifestação contra o deputado Jalser Renier em troca de um terreno, prometido por Faradilson Mesquita, que se auto-intitula líder dos mais fracos e oprimidos e responsável pela bagunça de ontem.

‘Pancadão’: a guerra dos sons
um dos liders da manifestação faz gesto obsceno enquanto era fotografado.
Um dos “lideres” da baderna de ontem faz gesto obsceno enquanto era fotografado.

Dois carros de sons ocasionaram um espetáculo de horrores na Praça do Centro Cívico, na calçada da sede do Poder Legislativo.

Dois grupos reunidos para defenderem interesses sabe-se lá de quem, se agrediram com palavrões, xingamentos e obscenidades. São pessoas declaradamente contratadas ou convocadas para a defrontação.

O que causa mais indignação é que a bagunça é feita em nome da democracia e é sabido que a maior parte participa desses eventos sem saber do que realmente se trata.

Deputados fujões
ll
O Plenário da Assembleia praticamente vazio com o abandono pelos deputados da base do Governo.

A Sessão da Assembleia transcorria normalmente ontem de manhã, quando de repente o Plenário ficou praticamente vazio.

Os deputados da base governista simplesmente abandonaram o recinto ocasionando a perda de quórum regimental.

E olha que havia matéria na Ordem do Dia para ser votada. E do interesse do Governo.

Izaias Maia em ‘voo solo’  
lll
Izaias anunciou ontem que não fará mais parte de nenhum gruo político dominante na Assembleia.

Não foi revelada a causa, mas o deputado Izaias Maia (PT do B) comunicou ontem, ao final de um pronunciamento, que estava se desligando do G-14, um ‘blocao’ de deputados que faz oposição ao Governo. Fez a notificação à presidência da Casa e ao líder do bloco George Melo (PSDC). Izaias aparenta querer uma carreira digamos assim independente.

Ele se elegeu pelo PRB, comandado pelo deputado Mecias de Jesus, mas sempre posicionou-se de forma autônoma sem agregação a esse ou aquele seguimento político.

Mais tarde, em seu perfil no Facebook, Izaias se pronunciou e disse ter chegado a seguinte conclusão: como não tem acordo político com grupo político nenhum, disse que pertence a dois grupos apenas: “o grupo do povo e o grupo de Deus”, disse.

Espetacularização no Fantástico
ll
Ferraz encontra-se em Boa Vista para apurar matéria para o programa Fantástico, da Rede Globo.

O roraimense que está acostumado a ver nosso Estado enxovalhado e exposto nos programas da Rede globo, sobretudo no Fantástico, prepare-se para mais um espetáculo de notícias ruins. Está em Boa Vista desde ontem o repórter Maurício Ferraz, que exerce uma espécie de “profissão perigo” na Rede Globo, destacado justamente para as missões mais espinhosas e árduas.

E pelas credenciais apresentadas ontem nos corredores da Assembleia Legislativa, Ferraz não veio aqui retratar as belas paisagens do nosso Monte Roraima. ‘Mas num veio mermo’, como diz o caboclo.

A presença do jornalista causou reboliço e burburinho pelos corredores da Casa. E ele foi visto ‘na espreita’ em vários locais do recinto, principalmente nas entradas e saídas do Plenário e da Presidência.

Eunício sucederá Renan
ll
Jucá e Eunício praticamente acertaram a ida do cearense para a Presidência do Senado, no lugar de Renan.

Após acordo com o Palácio do Planalto, que pediu para o partido evitar a disputa, o PMDB definiu o seu candidato a presidente do Senado, em fevereiro: Eunício Oliveira (CE).

Líder do PMDB, o senador cearense convenceu o senador Romero Jucá, o preferido de Renan Calheiros, e Garibaldi Alves (RN), a abrirem mão da concorrência. Jucá já havia definido seu papel: o de Líder do Governo no Congresso. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Se Eunício desistir, são possíveis substitutos Raimundo Lira (PB) e Simone Tebet (MS). Uma coisa é certa: um deles será Líder do PMDB.

O fim das coligações
Senadores decidiram alteral radicalmente a forma de eleger parlamentes a partir de 2020.
Senadores decidiram altera radicalmente a forma de eleger parlamentes a partir de 2020.

Os senadores aprovaram ontem em primeiro turno, com 58 votos favoráveis e 13 contrários, a Proposta de Emenda à Constituição que acaba com as coligações partidárias nas eleições proporcionais (vereadores e deputados) e cria uma cláusula de barreira para a atuação dos partidos políticos.

O objetivo é diminuir o número de legendas partidárias no país. A PEC ainda terá de ser votada em segundo turno pelos senadores antes de ser enviada para a Câmara, o que deve ocorrer até o fim do mês.

De acordo com o texto, as coligações partidárias nas eleições para vereador e deputado serão extintas a partir de 2020. Atualmente, os partidos podem fazer coligações, de modo que as votações das legendas coligadas são somadas e consideradas como um grupo único no momento de calcular a distribuição de cadeiras no Legislativo.

Olhar sobre a fronteira
lll
Shéridan quer que comissão de deputados acompanhe  situação na fronteira com a Venezuela.

Um requerimento da deputada federal Shéridan (PSDB) solicitando visita de uma missão da Câmara dos Deputados a fronteira do Brasil com a Venezuela, em Pacaraima, aqui no Estado de Roraima, foi aprovado na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. O documento solicita autorização para a realização de visita de deputados às cidades de Pacaraima e Boa Vista em Roraima, além de Manaus, no Amazonas, destinada a conferir a situação dos refugiados venezuelanos que fogem da crise política e econômica daquele país.

A realização da visita a essas regiões tem por objetivo conhecer melhor a realidade e discutir com as autoridades locais e, posteriormente, com as autoridades federais, maneiras de atender à urgência que requer esta situação e de preparar as estruturas do Estado para o acolhimento de muitos outros que deverão chegar ao Brasil ao longo dos próximos meses.

De acordo com Shéridan, “a situação é grave e merece a atenção cuidadosa não apenas de autoridades locais, mas também do Congresso Nacional. Daí a importância dessa missão da Comissão de Relações Exteriores ao nosso Estado. Essa pauta é uma pauta nacional e merece apoio federal”, enfatiza.

As 18 medidas contra a corrupção
medidas
Deputados da comissão que aprovaram ontem 18 medidas para conter a corrupção no Brasil.

O parecer de Onyx Lorenzoni sobre o projeto de lei 4850/2016 transformou as Dez Medidas Contra a Corrupção em 18 medidas. São elas:

  1. Prevenção à Corrupção, Transparência e Proteção à Fonte de Informação
  2. Crime de enriquecimento ilícito de funcionários públicos
  3. Aumento das penas e inserção de tipos na Lei de Crimes Hediondos
  4. Aperfeiçoamento do Sistema Recursal Penal
  5. Agiliza a tramitação da ação de improbidade administrativa
  6. Ajustes na prescrição penal
  7. Prova Ilícita e Nulidades Processuais
  8. Responsabilização dos partidos políticos e tipificação do caixa dois eleitoral
  9. Prisão preventiva para evitar a dissipação dinheiro desviado e multa aos bancos por descumprimento de ordem judicial
  10. Ação de extinção de domínio e perda ampliada
  11. Reportante (Whistleblower)
  12. Acordo de Culpa
  13. Sistema Nacional de Combate à Corrupção
  14. Execução da pena após os recursos ordinários
  15. Cooperação jurídica internacional
  16. Formação de equipes conjuntas de investigação e persecução
  17. Ação Popular
  18. Crimes de responsabilidade dos juízes e membros do Ministério Público.
Comissão aprova jogos de azar
Courtesy of Santa Ana Star Casino A view of the new gaming floor at Santa Ana Star Casino. rmartinez@abqjournal.com Tue Dec 17 17:45:16 -0700 2013 1387327505 FILENAME: 164125.JPG
Os cassinos serão abertos com autorização da Caixa e terão validade inicial de 25 anos.

Sem fazer alarde, a Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional aprovou ontem o projeto que legaliza os jogos de azar. O texto do senador Ciro Nogueira libera cassinos, bingo, jogo do bicho e apostas eletrônicas.

As concessões serão feitas pela Caixa e terão validade de 25 anos, prazo que poderá ser renovado por igual período. A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional acaba de aprovar o projeto que legaliza os jogos de azar no Brasil. Pela regra, as casas serão exploradas em regime de concessão.

TJRR oferece know-how 
Profissionais dos dois tribunais trocam informações a fim de estreitar o intercãmbio.
Profissionais dos dois tribunais trocam informações a fim de estreitar o intercâmbio.

A assessora especial da Presidência para Assuntos Institucionais do Tribunal de Justiça da Bahia, juíza Marielza Brandão Franco e o Assessor de Planejamento do TJBA, estão em visita ao TJRR para conhecerem os projetos de gestão que revolucionaram a produtividade do Poder Judiciário de Roraima e levaram ao IPC-Jus 100% em 2015. Estiveram ontem o presidente, desembargador Almiro Padilha, e com os juízes auxiliares da Presidência e Corregedoria-Geral de Justiça.

Outros Tribunais de Justiça Estadual já sinalizam interesse em visitar o TJRR para conhecer a Gestão por trás do excelente resultado alcançado pela instituição no “Justiça em Números 2015”.

ll
O cruzamento das avenidas Major Williams e Júlio Bezerra será fechado hoje por conta de um defeito no semáforo.

Cruzamento fechado | A Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito inicia hoje a interdição do cruzamento envolvendo as avenidas Major Williams e Capitão Júlio Bezerra, no bairro São Francisco. A medida será para substituir a sinalização semafórica, danificada por uma descarga elétrica. Além da troca do equipamento danificado, é prevista a substituição do semáforo, do modelo antigo ao sistema Led, com porta-focos. Toda a fiação será trocada, que passará a ser de via subterrânea. Com isso, as equipes do Departamento de Engenharia de Trânsito (DET) vão escavar o chão e assim o acesso pela via não será possível. A previsão é de que a obra seja concluída num período de até 5 dias. Por essa razão, os condutores devem evitar este cruzamento, optando por vias alternativas.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts