Quartiero contra-ataca: “amontoado de despreparados e incompetentes”.

Compartilhe nosso conteúdo!
A COLUNA DE HOJE | PUBLICADA 00H13

Horas depois de Paulo Cesar Quartiero ter anunciado seu rompimento com a governadora Suely Campos, a Comunicação do Governo tentou desconstruir a decisão do vice com uma série de potocas. Ai veio o revide em forma de contra-ataque, um bombardeio frontal, na verdade um petardo: “É lógico que eles não vão reconhecer minha saída. Achei até que eles iam ter acusações mais interessantes, mais bem elaboradas. Mas isso resume o que é esse governo: um amontoado de despreparados e incompetentes”.

O vice apenas replicou com acuidade e muita intensidade ao ser provocado. Negou que esteja se acovardando diante das dificuldades encontradas pelo governo, herança maldita da gestão anterior, porém, reafirma que Suely insiste em permanecer errando e mesmo tendo sido advertida por ele de que o governo está descaracterizado por falta de uma identidade política e porque as promessas feitas em campanha não foram cumpridas, nenhuma.

Óbvio, que se sentindo acuado e na retranca, ao governo não restava outra saída senão obtemperar a fúria de Quartiero. Ocorre que o porta voz de Suely despejou um punhado de bobagens, palermices impertinentes e raiventas atestando que para curar a pancada sofrida, nada melhor que devolver a tijolada.

E o rosário de coisas enumeradas é tão ridículo e sem substância que o secretário de Comunicação foi tentar relevar que Quartiero deixou a base de Suely porque não conseguiu alugar dois carros e contratar dois funcionários. Mesquinharia pura, desprezível para quem queria desqualificar ou desmontar o inimigo.

Sobre sua saída da base aliada, o vice reafirmou que não se trata de falta de coragem para enfrentar os problemas do estado. “Eu não fugi de Roraima, fugi da picaretagem que se instalou no governo de Roraima”.

O piadista

Ainda reminiscências do racha de Quartiero com Suely: o secretário de Comunicação foi dizer que o vice saiu porque queria contratar duas pessoas que tem o mesmo sobrenome.

E deslumbrou-se: a governadora Suely vetou porque não compactua com nepotismo por isso o pedido foi negado,

Como é que é!!?? Quando sair do governo o secretário de Comunicação tem emprego garantido como humorista de circo.

Nepotismo é crime

Brito
Brito: o nepotismo é prejudicial ao Estado.

Ao o líder Brito Bezerra foi questionado sobre a declaração do secretário de Comunicação. E tal foi a surpresa da resposta: “nepotismo é crime”, delatou o parlamentar.

Oh, líder, veja a extensão de sua declaração, afinal de contas sua governadora protagonizou o maior escândalo de nepotismo da história do país, nomeando filhos, irmãos e toda a árvore genealógica da família Campos, para cargos de destaque em seu Governo.

Suely que se cuide

É que seu secretário de Comunicação é o mesmo que empurrou o mestre Iradilson Sampaio para o fundo do poço, deixando como histórico a pior administração municipal de todos os tempos.

Fez tanta lambança que inviabilizou inclusive futuras intenções de Iradilson na Política. E pelo que se desenha, com tantas trapalhadas, vai arrastar a governadora para o mesmo buraco… a julgar pelo acervo de asneiras que falou na entrevista para contrapor Quartiero é coisa a ser estudada. É patológico.

Roraimense é preso

Valdir Raup: responsabilizado pela indicação de Winter.
Valdir Raup: responsabilizado pela indicação de Winter.

O engenheiro roraimense Winter Andrade Coelho foi preso pela Polícia Federal em Brasília, na Operação Choque. De acordo com a Polícia Federal, a investigação comprovou que o ex-diretor, por meio de uma empresa laranja em nome de parentes enriqueceu ilicitamente, recebendo propina de empresas que mantinham contratos de informática com a Eletronorte.

Em uma conta considerada suspeita pela PF, houve movimentação de R$ 4 milhões em cinco anos. O senador Valdir Raupp, de Rondônia, apontado como mentor da indicação de Winter para o cargo, saltou longe: “Eu nunca indiquei o Winter. Ele nunca assumiu cargo por indicação minha. Isso é um equívoco”, rebateu.

chagas trasnporte
Para Chagas são 60 empresários prejudicados.

Cadê o pagamento? 

O deputado Coronel Chagas está cobrando do governo o pagamento aos empresários que prestam serviço no transporte escolar. São aproximadamente 60 empresários prejudicados por conta do atraso.

Equivocadamente a ex-titular da secretaria da Fazenda, na gestão do governador Chico Rodrigues anulou o pagamento das faturas de aproximadamente R$ 3 milhões e que já estavam liquidadas.

A forma para resolver o imbróglio, segundo Chagas, seria encontrar uma ferramenta jurídica para garantir o pagamento

Índio não quer apito

Caravanas de comunidades indígenas de todo o país – grande parte de Roraima – índios protestam em Brasília. São contra a PEC 215, que transfere do Poder Executivo para o Congresso Nacional o poder de demarcar terras indígenas. Eles também pedem agilidade na oficialização dos territórios indígenas. Para os índios, a proposta é um retrocesso na luta pelo território.

Eles entendem que a partir do momento em que o Legislativo decidir pela demarcação das terras indígenas, não haverá mais demarcações.

Édio com o vice 

ggg
Édio e a cúpula do PMDB se encontraram com vice Michel Temer.

O vice-presidente da República, Michel Temer recebeu deputados e senadores do PMDB para um café da manhã no Palácio do Jaburu.

O deputado Edio Lopes participou do encontro junto com parlamentares da bancada, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha e o líder do partido deputado Leonardo Picciani.

Para o deputado Edio Lopes o café da manhã com os peemedebistas serviu para aproximar ainda mais os parlamentares da bancada e os líderes com o vice-presidente que agora está no comando da articulação política do Governo no Congresso Nacional.

O tal enquadramento… 

Mais um capítulo da novela do enquadramento na folha da União, de quem serviu ao ex-território federal de Roraima e que permaneceu na folha do Estado até 93.

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (15) três emendas do Senado à Medida Provisória 660/14, que permite a servidores dos ex-territórios de Roraima e optarem pelo quadro em extinção de pessoal da União, da mesma forma que os servidores e empregados de Rondônia. A matéria será enviada à sanção.

Uma das novidades é a inclusão de todos os aposentados e pensionistas nos quadros em extinção, com obrigação de pagamento pela União, contanto que as aposentadorias ou pensões tenham se originado no período de outubro de 1988 (data de criação dos estados) a outubro de 1993 (data da efetiva instalação dos estados).

PMs beneficiados

hhhh
Jucá comandou a votação ontem no Senado.

Quanto aos policiais civis de Roraima e do Amapá, o texto estende o enquadramento dos que podem migrar para o quadro em extinção àqueles admitidos entre outubro de 1988 e outubro de 1993.

Foi reinserido no texto a previsão de que os policiais e bombeiros militares do quadro em extinção contarão com a mesma remuneração dos policiais militares do Distrito Federal.

A MP originalmente já previa isso, mas o texto da emenda vai além e especifica que qualquer mudança de remuneração para esses servidores do DF deverá se estender aos dos ex-territórios, inclusive inativos e pensionistas.

Grupo tributário
Os deputados aprovaram, por 350 votos a 103, emenda do Senado que reinclui na MP dispositivo que garante aos servidores do grupo de fiscalização tributária dos ex-territórios de Roraima e Amapá igual remuneração recebida pelos auditores-fiscais da Receita Federal.

Esse dispositivo sequer chegou a ir a voto em sua primeira passagem pela Câmara, no último dia 7. Na ocasião, o presidente da Casa, Eduardo Cunha, considerou impedida de ir a voto a emenda que serviu de amparo à mudança.

Pagamento em recibo
Para Roraima e Amapá, outra emenda do Senado aprovada permite o direito de opção pelo quadro aos empregados admitidos pelos estados de Roraima e do Amapá até 4 de outubro de 1993 e que tenham mantido vínculo empregatício amparado pelo mesmo contrato de trabalho.

O direito à opção será garantido inclusive àquele que tenha prestado serviço de caráter permanente sob qualquer tipo de contratação ou subordinação, remunerado mediante recibo, pelos estados.

Minha casa uma pinoia…

Edilberto cercado por manifestantes: audiência pública no dia 29.
Edilberto cercado por manifestantes: audiência pública no dia 29.

Moradores de vários bairros boa-vistenses foram protestar em frente ao prédio da Câmara de Vereadores.

As lideranças denunciam que é de conhecimento de todos que há questionamentos e denúncias envolvendo pessoas que recebem casas sem ter direito ou necessidade deste beneficio.

O presidente Edilberto Veras marcou audiência pública para o dia 29.

Terceirização nada…

A CUT protestou contra a votação de parlamentares de Roraima em favor da terceirização. A manifestação aconteceu na frente da Assembleia Legislativa de Roraima.
Cerca de 12 mil servidores terceirizados aqui em Roraima estão dentro do serviço público e, quando essa modalidade de serviço passar para a iniciativa privada os prejuízos serão ainda maior, porque 25% do salário desses trabalhadores é menor do que aqueles que não são terceirizados, ou seja, haverá uma perda enorme para esses profissionais.

escola premioPrêmio Delacir | Dos vigias aos professores. Cerca de 460 servidores que integram o quadro de funcionários da educação receberam o pagamento do 14º salário do Prêmio Referência em Gestão Escolar Professora Delacir de Melo Lima. Criado em 2013, o prêmio é o reconhecimento financeiro pelas práticas de gestão que melhoram o ensino e aprendizado dos alunos nas escolas municipais. O evento que apresentou os vencedores foi em dezembro de 2014. As três categorias premiaram nove unidades de ensino. A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita, acredita que o prêmio em pecúnia é reflexo dos trabalhos prestados não só pelos professores mas por todos os servidores lotados nas escolas ganhadoras.

 

CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts