Romero Jucá: governo de Dilma é o Titanic em marcha acelerada

Compartilhe nosso conteúdo!
CONFIDENCIAL                  A coluna de hoje |publicada 00h12

O senador Romero Jucá –PMDB – já foi líder de três presidentes da República e caminha para assumir a presidência do maior Partido da Nação depois que o vice-presidente Michel Temer deixar a direção da legenda. Comandante do Senado ao lado do alagoano Renan Calheiros, Jucá está assumindo uma postura cada vez mais de independência ao governo de Dilma a ponto de fazer a seguinte declaração: “o governo da presidenta tá igual o Titanic só que em marcha acelerada na direção do iceberg e não houver mudanças de curso, o choque será inevitável.

Em entrevista ao jornal paulista Valor Econômico, ontem, Jucá não esconde que o governo está desorientado e até arrisca a dizer que se o Palácio do Planalto não encontrar o caminho para sair da crise, o Congresso tem o dever de tomar as rédeas da situação e assumir o comando do barco.

Para Romero a crise é política e o Governo tentou impor medidas completamente contraditórias, capaz de se desintegrar e não entendeu porque a turma de Dilma vem tentando diminuir e engessar o PMDB.

Jucá, que teve o nome incluído na lista da Procuradoria Geral da República como um dos envolvidos na operação Lava Jato, portando investigado no escândalo da Petrobrás, revelou que tanto ele como os demais peemedebistas querem que o Ministério Público conclua logo a investigação e apontar realmente quem é culpado.

“Eu não tenho nada a temer. Quero logo que isso termine. Quem for culpado que pague pela sua falta. Mas quem for que tenha o direito de dizer que é inocente”, diz ele adiantando que está tranquilo e que ser investigado por uma acusação não comprovada não é nenhum demérito.

 

Romero Jucá com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy: discussões de alto nível no principal cenário da política nacional.
Romero Jucá com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy: discussões de alto nível no principal cenário da política nacional.

Pianinho nada…

O senador Telmário Motta entalava-se toda vez que citava o colega Jucá, ainda na campanha, professando que ao chegar ao Congresso o deixaria ‘pianinho’.

A expressão aliás foi incorporada ao cotidiano político roraimense. Mas o que vemos é que, 60 dias depois de Telmário ter ocupado sua vaga naquela Casa, é que enquanto Jucá mantém sua proeminência como uma das figuras mais destacadas do cenário nacional, o opositor simplesmente sumiu.

Uma prova da importância de Jucá: segunda-feira ele foi procurado por ninguém menos que Joaquim Levy, ministro da Fazenda, para discutirem um ajuste mais razoável sobre a aplicação do orçamento da Nação em 2015 e sobre o colidente projeto que dá um novo ordenamento aos pagamentos das dívidas que estados e municípios têm com a União.

Posto menor 

Enquanto Jucá mantém ascendência, o Telmário estaciona na sua mediocridade e só cuida de coisas apoucadas.

O caboclo macuxi, gosta de ser definido, não encontrou-se ainda em meio a imensidão do Congresso Nacional, nem procura ser dar um pouco mais de denodo e ousadia.

Parece que só sente bem mesmo quando vem a Boa Vista e volta aos tempos de insignificância e dana-se a cometer asneiras. Principalmente sentando a lenha na administração da prefeita Teresa Surita. De preferência em cima de um carro velho, seu palco favorito.

Os deputados se reuniram ontem com gestores do Governo para acertarem a destinação das emendas individuais.
Os deputados se reuniram ontem com gestores do Governo para acertarem a destinação das emendas individuais.

ORÇAMENTO IMPOSITIVO | Os deputados estaduais instituíram uma prática nova de fiscalizar o destino que o governo dar ao dinheiro que é indicado por eles no Orçamento anual, por meio de emendas. Ontem gestores das principais secretárias do Estado foram ao prédio da ALE para ouvir recomendações de como se dará a liberação, aliás, um monte expressivo.

Cada deputado pôde disponibilizar R$ 2 milhões em emendas individuais no orçamento impositivo, ou seja, emendas que são obrigatoriamente aplicadas no exercício e fim designado pelo parlamentar.

Ao todo foram disponibilizados R$ 45 milhões, sendo que 86% deste valor foram destinados a obras de infraestrutura.

Para o presidente da Comissão de Orçamento, deputado Coronel Chagas  o objetivo da reunião foi alcançado. “Os secretários que estiveram presentes demonstraram disposição no sentido de trabalhar na execução destas emendas, e isso com certeza vai atender aos interesses da sociedade roraimense”, concluiu.

Que venha o inverno

Quem está torcendo por um inverno rigoroso, daqueles de fazer submergir quase tudo, é o pessoal do Palácio Senador Hélio Campos.

O inverno vai chegar e pelas previsões será devastador. Bom para a governadora Suely que adora um decreto de emergência.

Ai aproveita a situação para comprar, contratar, torrar o seu, o meu, o nosso dinheiro em compras, de preferência na Zona Franca de Manaus.

E tome dinheiro no ralo

Este aparelho não funciona por a empresa que atualiza os dados técnicos não  recebe pelos serviços.
Este aparelho não funciona por a empresa que atualiza os dados técnicos não recebe pelos serviços.

Há um ano, o único aparelho de mamografia do Sistema Único de Saúde – SUS – está sem funcionar, no Centro de Referência da Mulher, lugar onde é feito o procedimento.

Olhem bem o absurdo. O motivo seria uma dívida de R$ 53 mil que o governo tem com a empresa responsável pela atualização do software do equipamento.

Em compensação já gastou neste período de paralisação do aparelho, quase R$ 80 mil por mês com a realização dos procedimentos em empresas particulares. O aparelho só funciona com a atualização do software. A empresa se recusa a vir para o estado fazer a manutenção sem quitação da dívida.

PMs na berlinda

O episódio em que um advogado foi agredido por policiais militares no 5º Distrito Policial, continua rendendo.

Depois de enfrentamentos de OAB Vs. PM cada um defendendo sua versão, o caso tomou lugar no Plenário da Assembleia, ontem de manhã.

O defensor público e deputado, Oleno Matos, foi quem apimentou o novo capítulo da novela. Pediu que a PM investigue e puna os policiais agressores e de lambuja os deputados aprovaram a convocação do comandante da Polícia Militar para dar explicações.

Acordo põe fim à greve dos professores

O ex-governador Neudo Campos comandou a negociação com os professores, ontem no Palácio Hélio Campos.
O ex-governador Neudo Campos comandou a negociação com os professores, ontem no Palácio Hélio Campos.

Governo e professores se entenderam ontem e a greve que durava 11 dias, chegou ao fim, ontem a tarde, com promessa de que as aulas serão retomadas na próxima segunda-feira, dia 6.

“Entramos em entendimento, a greve chegou ao fim e nós, governo, nos comprometemos em cumprir todos os pontos acordados com a categoria”, disse a governadora Suely Campos.

O governo criará uma comissão mista para tratar da incorporação da GID – Gratificação de Incentivo à Docência ao salário do professor. E se comprometeu em realizar estudo de impacto financeiro para que seja inserido na previsão orçamentária de 2016 a atualização do piso salarial do professor.

Além disso, ficou acertado que o Governo providenciará a atualização das progressões verticais e horizontais, conforme análise e parecer das comissões, com conclusão e pagamento dos retroativos até janeiro de 2016. Por fim, acertado o interesse de ambas as partes, o movimento perde força e está decretado o seu fim.

Vai à luta

Brito Bezerra, o líder: bravura admirável.
Brito Bezerra, o líder: bravura admirável.

Singular o esforço do líder do Governo, Brito Bezerra. Mesmo na ausência de um discurso de rebate pertinente quando o bombardeio mira o Palácio Senador Hélio Campos, ele se sente acuado.

Muitas vezes, como ontem, Brito tenta defender o indefensável e para botar farinha no mingau dos outros, diz que tudo de ruim que acontece hoje em Roraima é culpa do gestor anterior.

É tal coisa, tem que estrebuchar muito e mostrar serviço se quiser manter o bucho cheio.

teresa servidoresNOVOS SERVIDORES | Na manhã de ontem a Prefeitura de Boa Vista deu posse a 80 novos profissionais para o quadro da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. São 36 assistentes de alunos, 28 arte educadores e 16 professores de educação física. A solenidade foi no auditório do Centro Empresarial de Ideias e Negócios e contou com a presença da prefeita Teresa Surita, vereador Sandro Fofoquinha e secretários municipais. Os novos professores serão lotados nas escolas urbanas, conforme necessidade da Secretaria de Educação

Pára tudo

Por conta da Semana Santa, Governo, Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Prefeitura de Boa Vista para suas atividades a partir de amanhã.

Serviços só os chamados essenciais. E tudo volta ao normal somente na segunda da próxima semana, dia 6.

Perseguição ativa

Uma prática caudilhista do passado está em voga agora no atual governo. Segundo o deputado Jorge Everton, que é delegado de carreira da Polícia Civil, tem muita gente sendo perseguida porque não está em comunhão com as regras do novo sistema.

E a maioria está sendo transferida para unidades policiais do interior do Estado como prêmio por não dizer amém.

Não faz muito tempo, quem contrariava o poder era enviado para período sabático em Santa Maria do Boiaçu, uma das regiões mais remotas do Estado.

O retorno de Mene

João Menne tomou posse ontem pela terceira vez na Presidência da Acir.
João Menne tomou posse ontem pela terceira vez na Presidência da Acir.

João Mene está de volta ao comando da Associação Comercial e Industrial de Roraima – ACIR.

A posse ocorreu ontem à noite no auditório do Sebrae. Mene assume a ACIR pela terceira vez com a promessa de dar à entidade aquele valor significativo e o glamour devido, que fez da Associação a casa das grandes discussões políticas do passado.

É perda de tempo

O Ministério Público de Contas – espécie de patinho feio entre os órgãos de fiscalização e controle – abriu procedimento de investigação preliminar para apurar a necessidade de uma contratação emergencial feita pela Secretaria de Educação.

O órgão quer apurar se as duas empresas de Manaus contratadas por quase R$ 60 milhões para a prestação de manutenção predial nas escolas cumpriu os requisitos legais.

A pergunta que se é a seguinte: e adianta o MPC investigar e recomendar algo? Não, porque a governadora não cumpre nada.

CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – whatsapp: 98122-3345 – Facebook: Peronnico Expedito

 

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts