RORAIMA NA ROTA DO CONTRABANDO DE OURO.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

O ouro apreendido foi derretido e pintado de alumínio em formas para disfarçar. Foto | Reprodução TV Globo

Duas apreensões recentes e grande quantidade de ouro nos aeroportos de Boa Vista e Brasília, certificam com clareza que Roraima virou caminho de contrabandistas de ouro, metal que é explorado de forma ilegal e em larga escala aqui nas reservas indígenas e em áreas não autorizadas na Venezuela e na Guiana.

Os contrabandistas embarcam com a mercadoria aqui em Boa Vista e seguem para outras cidades do Brasil, principalmente São Paulo e Belo Horizonte. A relação de Roraima com o trânsito de ouro ilegal, está preocupando autoridades federais, pela grande quantidade do metal apreendida nos últimos dias.

Na semana passada a Polícia Federal prendeu um homem que tentava viajar para Belo Horizonte (MG) com 11 quilos de ouro em uma mala. O suspeito conseguiu embarcar em Boa Vista, mas foi interceptado durante a conexão do voo no Aeroporto Internacional de Brasília.

Segundo a PF, o dono da mala – um empresário com negócios em Minas Gerais e em Roraima – chamou a atenção dos investigadores, que decidiram submeter a bagagem a um exame de raio-X.

De acordo com a perícia, o ouro apreendido tem alto grau de pureza, e a carga é avaliada em R$ 1,6 milhão. O homem chegou a apresentar uma nota fiscal, mas o documento não convenceu os policiais. A PF informou que o suspeito derreteu, moldou e pintou o metal na tentativa de enganar os fiscais. A ideia era simular peças usadas na construção civil. No aeroporto, a tinta saiu na mão dos investigadores.

O suspeito tem uma empresa de cobrança em Boa Vista e uma joalheria em Belo Horizonte. No depoimento à PF, ele preferiu ficar calado, e disse que “seria morto” se passasse qualquer informação.

Apreensão em Boa Vista 

Essas barras de ouro foram apreendidas aqui no aeroporto de Boa Vista. Foto | Reprodução TV RR

No dia 29 de março a Polícia Federal apreendeu 12 barras de ouro avaliadas em R$ 1,3 milhão dentro da mala de um homem de 42 anos no aeroporto de Boa Vista.

O homem é morador de Parauapebas, no Pará, e foi preso quando tentava embarcar com destino a Brasília. Juntas, as barras de ouro pesavam 8,9 Kg.

De acordo com a PF, o homem não deu detalhes sobre a procedência do ouro apreendido em sua mala nem se sua extração se deu com prévia e competente autorização de órgão do estado.

Ele foi autuado em flagrante pela PF por crime contra ordem econômica. Após interrogatório, ele foi conduzido para a audiência de custódia.

Cerr: um poço sem fundo

A CERR continua de pé, mas só gerando despesas e aborrecimento para os servidores que ainda restam.

Em estado pré-falimentar, a Companhia Energética de Roraima (CERR) continua sagrando os cofres do Governo do Estado.

Para lá, apesar de só produzir dívidas e aborrecimentos, foram enviados mais de R$ 11.304.965,13 (onze milhões e trezentos e quatro mil e novecentos e sessenta e cinco reais e treze centavos), a título de crédito suplementar.

Diz o enunciado que tamanha dinheirama é para manutenção de serviços gerais e conservação de bens imóveis.

Os servidores da ‘falecida’ não recebem salários desde março.

Bateu, levou…

Suely deu entrevista ao jornal Folha de S. Paulo para justificar o pedido de fechamento da fronteira.

A governadora Suely Campos foi dizer em uma entrevista ao jornal Fola de S. Paulo que o senador Romero Jucá (MDB) age como ‘dificultador’ de ações no Estado na questão migratória.

Segundo ela por ser seu adversário, o senador – que é líder do Governo – não tem interesse em resolver a questão.

Ao que jucá retrucou: ‘lamento que Suely queira transforma uma questão tão complexa em factoide eleitoreiro. Ela não cuida dos venezuelanos. Ela não faz o dever de casa, não passa dados ao governo federal. E com essa história de fechar fronteira é só para faze mídia’, disse Jucá.

Uma Assembleia parasitária

Jorge Everton reclamou bastante da falta de produtividade da Assembleia Legislativa.

A ausência de deputados no Plenário da Assembleia Legislativa em dias de sessões ordinárias tem tornado o parlamento absolutamente improdutivo nesse ano.

Nenhuma matéria de vulto foi votada desde que os deputados voltaram do recesso, em fevereiro.

A desculpa é que a pauta está trancada por conta dos vetos governamentais não apreciados nem votados.

A situação tem gerado críticas inclusive entre parlamentares. Ontem o deputado Jorge Everton (MDB) queixou-se do marasmo.

Segundo ele a Assembleia está dando um péssimo exemplo perante a sociedade, porque o primeiro trimestre do ano está acabando e quase nada de interesse do povo foi deliberado na Casa.

O quinto secretário de Saúde

Os último quatro secretários de Saúde do Governo: Kalin, Penna, o dentista Paulinho e Marcelo Batista.

A governadora Suely Campos acaba de nomear seu novo secretário de Saúde, o quinto em 3 anos e 4 meses de gestão.

O substituto de Marcelo Batista é Ricardo Queiroz Lopes, que estava à frente da Controladoria Geral do Estado.
Ao mesmo tempo que ocupa o espaço principal, o Governo continua exonerando servidores em cargos de chefia ligados aos secretários anteriores.

Pelo visto a Sesau continuará sua sina de ‘balcão de negócios’ políticos no governo de Suely.

‘Sem pé nem cabeça’, diz Jucá sobre nova denúncia

Jucá afirmou que não faz o menor sentido a existência de uma terceira denúncia contra Michel Temer.

O senador Romero Jucá (MDB), líder do governo na Casa, disse ontem que não discutiria a possibilidade de uma terceira denúncia contra o presidente Michel Temer porque isso “não tem pé nem cabeça”.

Jucá chamou uma possível denúncia contra o presidente de uma tentativa de ameaça ao governo.

— Não vou discutir terceira denúncia porque não tem nem pé nem cabeça, isso é uma espécie de ameaça velada para tentar ameaçar o governo. Denúncia sobre o quê? É a denúncia de volta para o passado — criticou o senador.

Enquanto defendia o presidente, Jucá chegou a dizer que era preciso lembrar que em oito meses Temer voltaria a ser um cidadão comum, quando então ele poderá ser investigado.

Questionado por jornalistas se isso então significava que o presidente não seria candidato, emendou:

— Se ele não for candidato, né. Se for candidato, vai ter que esperar quatro anos.

Padaria na Codesaima

A Codesaima está gastando mais de R$ 1 milhão para adquirir pão e comida perecível.

A Companhia de Desenvolvimento de Roraima (Codesaima) cuja função deveria ser a de fomentar o progresso do Estado, mas só produz gastos e aborrecimentos, decidiu que abrir um negócio de venda de pães.

A empresa, loteada pelo deputado Jânio Xingu, contratou a empresa T.S. Comércio Ltda para a aquisição de pães, muitos pães, ao valor global de R$ 1,64 milhão, distribuídos em duas compras: R$ 1.028.684,86 e R$ 1.028.684,86.

No extrato dos contratos não é especificado a destinação dos pães e do alimento perecível e não perecível que serão adquiridos.

A Codesaima é presidida por Deyvison Correa Fernandes, uma espécie de faz-tudo do deputado Xingu.

Condutor consciente | A Prefeitura de Boa Vista tem feito grandes investimentos no trânsito com o objetivo de facilitar o tráfego nas vias, tanto do perímetro urbano como da zona rural, e reduzir ao máximo o risco de acidentes. Uma dessas melhorias foi em sinalização horizontal, com aplicação de pinturas de faixas de rolagem nas pistas que orientam o condutor. No perímetro urbano, predominam as faixas contínuas ou seccionadas (tracejadas) de cor branca e amarela. As faixas brancas indicam que o fluxo na via é de sentido único, enquanto que as de cor amarela indicam vias onde o sentido de circulação é de fluxo oposto. Dependendo da disposição  em que as faixas são aplicadas na pista, algumas questões, como a possibilidade ou não de ultrapassagem, precisam ser observadas. Por exemplo, se as faixas estiverem dispostas de forma contínua, a ultrapassagem de veículos é proibida, pois trata-se de fluxos distintos de tráfego. Já se houver faixa dupla, sendo uma tracejada e a outra contínua, é permitida a ultrapassagem apenas para quem está na linha tracejada.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: