Roraimense é nomeado por Dilma como secretário executivo do Ministério do Esporte.

Compartilhe nosso conteúdo!

A Coluna de Hoje | Boa Vista,RR | Publicada 00h12

llllll
SECRETÁRIO | Marcos Jorge aparece aqui com Celso Russomano e Jhonatan de Jesus, seus padrinhos no Ministério do Esporte.

Abençoado por deputados federais do Partido Republicano Brasileiro – PRB – entre eles o roraimense Jhonatan de Jesus e o paulista Celso Russomano – o ex-secretário de Cultura do Governo de Roraima, Marcos Jorge de Lima, foi nomeado ontem pela presidente Dilma Rousseff para o segundo cargo mais importante do Ministério do Esporte: secretário Executivo, que é um degrau abaixo apenas do ministro. “Marquinho” substitui ninguém menos que Ricardo Leyser, homem de confiança e protegido de Aloísio Mercadante, ministro da Educação e que comandava o projeto das Olimpíadas do Rio de Janeiro, no ano que vem, tarefa agora sob a responsabilidade do roraimense.

A nomeação de “Marquinhos” para cargo tão auspicioso é novidade nesse ciclo suntuoso em que somente gente do centro sul do País é aquinhoada com essas funções de destaque. Ao mesmo tempo agradável por se tratar de um ser humano qualificado e de um caráter invejável. Marcos Jorge, aliás, foi o destaque do Governo do Povo nesses 10 meses de administração, embora no comando de uma pasta desarrimada e insignificante. E deixou assim mesmo sua marca de bom gestor e visionário, pois fez nesse pouco tempo o que os antecessores não realizaram em anos.

Logo que recebeu o convite, Marcos Jorge comunicou à governadora Suely Campos, que deu todo apoio para que ele assumisse o cargo. “Marquinho” deixou um legado:  sob sua gestão o governo realizou o Arraial Macuxi, uma das maiores festas populares de Roraima e vários festivais para incentivar a música regional e manifestações populares. Regulamentou o Fundo Estadual da Cultura e a Lei do Patrimônio Histórico e Cultural, além de dar forma ao projeto de lei do Sistema Estadual da Cultura, enviado para apreciação da Assembleia Legislativa de Roraima. Além disso, orientou o projeto de revitalização da Casa de Cultura, que está sendo licitado pela Secretaria Estadual de Infraestrutura, e a reforma do Teatro Carlos Gomes, que está tramitando no Ministério do Turismo. Atualmente é o presidente do PRB em Roraima e já foi superintendente da Pesca no Estado.

A novela do enquadramento

llll
ENQUADRAMENTO | Licata exibe documento da AGU com promessa de retomada. 

Enquanto o presidente da associação dos ex-policiais civis e ex-servidores do ex-território Josias Licata anuncia de forma festiva que o Ministério do Planejamento vai retomar o julgamento dos processos de enquadramento dos ex-servidores do ex-território federal de Roraima – é muito ‘ex’ para o meu gosto – na Folha de Pagamento da União, o próprio Ministério vem e desmente.

Afinal de contas em quem o povo roraimense deve acreditar? É que Licata foi aberto em dizer ontem que a expectativa é que o Ministério do Planejamento e a AGU normatizem o enquadramento a partir de hoje, 18. E como publicou tudo em sua conta no Facebook, a ebulição na cidade foi imediata, sobretudo em quem tem esperança de um dia conseguir a tão sonhada estabilidade.

Os requerimentos de Roraima estão parados desde agosto. De lá pra cá, mais de 629 pessoas do Amapá tiveram o requerimento deferido e mais de 5 mil processos de Rondônia já foram julgados

Um Vice sem teto

llll
E AGORA? | Quartieiro encerrou o contrato e fica sem saber onde instalar a Vice.

Já que o Governo do Povo não conseguiu pagar os alugueis regularmente do prédio que abrigada a Vice-Governadoria de Roraima, o contrato foi rescindido.

O termo foi publicado no último Diário Oficial do Estado, deixando sem teto o vice-governador Paulo César Quartieiro, atualmente inimigo visceral da governadora Suely Campos.

Na semana passada Quartieiro fez questão de expor a situação de colapso da Vice ao apelar ao secretário da Fazenda que as contas atrasadas fossem pagas.

Parada geral na Assembleia

lllll
MINE RECESSO | Jalser anunciou que as sessões serão retomadas na terça-feira, 24.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, anunciou ontem anunciou que por conta da mobilização em direção a Brasília, quando os deputados estarão hoje na capital federal pressionando pela construção do Linhão de Tucuruí, as sessões estão suspensas até a semana que vem, um recesso curto.

Jalser anunciou que 21 deputados estaduais estarão em Brasília com o objetivo de levar ao vice-presidente da república Michel Temer, ao ministro de Minas e Energia Eduardo Braga, e ao ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, o clamor do povo roraimense referentes ao fornecimento de energia no Estado, ao reajuste da tarifa de energia e à corrente imposta na BR-174, pelos índios Waimiri-Atroari. A comitiva será formada por aproximadamente 60 pessoas de Roraima.

Esta é uma causa da sociedade roraimense, com o objetivo de trazer à Roraima a segurança que nós tanto precisamos e almejamos que é a energia com qualidade. Hoje nós vivemos em um Estado completamente isolado, fora do sistema nacional energético, o que nos prejudica e nos constrange, pois temos constantes quedas de energia”, explicou Renier.

Teresa Surita engajada

lllll
EM BRASÍLIA | A prefeita Teresa se junta à caravana roraimense em defesa do Linhão.

A crise energética que será debatida hoje em Brasília terá a participação também da prefeita de Boa Vista, Teresa Surita. Ela entende que a situação é urgente e, por isso, se unirá com os outros poderes para agilizar a retomada das obras.

Teresa destaca que é importante respeitar e dialogar com todos os envolvidos no processo para evitar um atraso maior na conclusão dos serviços.

É um absurdo que o nosso Estado seja o único dependente da energia de outro país. A obra de Tucuruí precisa continuar com um diálogo junto aos povos indígenas, respeitando os seus direitos e preservando o meio ambiente”, defendeu a prefeita Teresa Surita.

Transparência na Saúde

lll
RODRIGO | Mais recursos próprios investidos na saúde pública do município.

O secretário de Saúde de Boa Vista, Rodrigo Jucá, foi ao Plenário da Câmara de Vereadores, ontem, prestar contas das atividades realizadas no período de maio a agosto deste ano, na saúde da capital. A secretaria trabalhou com recursos da ordem de R$ 51,7 milhões, sendo R$ 17,6 milhões de transferências do Sistema Único de Saúde (SUS) e R$ 34,1 milhões de recursos próprios.

No período a secretaria atendeu no Centro de Referência e Especialidades Médicas – CREM – mais de três mil consultas nas áreas especializadas de ginecologia, clínica geral, mastologia, fisioterapia, cardiologia e fonoaudiologia. A maior demanda ficou com a área de ginecologia, onde ocorreram 1.445 atendimentos. A menor procura foi por clínico geral, com apenas 60 atendimentos.

Rodrigo Jucá explicou também que, apesar de o quadro da saúde se mostrar extremamente adverso, em razão da crise econômica que castiga o País, em Boa Vista as ações desenvolvidas, especialmente aquelas de combate ao Aedes aegypti, têm refletido positivamente.

Em pé de guerra

lll
REVOLTA INDÍGENA | Índios e não índios são contrários a PEC das demarcações.

Um grupo de índios e deputados, capitaneados pelo cacique caiapó Raoni Metuktire, fez na manhã de ontem um ato no Salão Verde da Câmara contra a votação da PEC 215, que transfere para o Congresso a competência da demarcação de terras indígenas. Com cartazes contra a proposta, cocares e o corpo pintado, os índios leram um manifesto.

A PEC 215 foi aprovada na comissão especial, com o apoio de deputados da bancada ruralista, que pressionam o presidente da Câmara, Eduardo Cunha a incluí-la na pauta de votações do plenário.

Mas Cunha foi bem claro ontem: a decisão sobre pautar ou não a PEC em plenário não é dele, mas do conjunto de líderes partidários da Casa.

Ponte para o futuro

lllll
NO COMANDO | Jucá foi designado para comandar o projeto do PMDB a nível nacional.

O senador Romero Jucá defendeu que o PMDB tenha bandeiras nacional e regionais e que apresente com clareza qual a sua proposta para o País. O pronunciamento foi feito na abertura do Congresso da Fundação Ulysses Guimarães, realizado no Hotel Nacional em Brasília. “Temos que ter bandeiras e dizer qual é o objetivo e de que forma o PMDB vai se colocar para a sociedade”, afirmou Jucá.

Escalado pelo partido para ser o organizador do documento ‘Uma ponte para o futuro’, Jucá irá receber contribuições dos dirigentes regionais e apresentar nos próximos 15 dias uma nova versão, com propostas nas áreas econômica e social.

Jucá disse ainda que, se o governo não faz nada, o PMDB deve tomar posição para melhorar a economia e consequentemente a qualidade de vida da população. “Que já está pagando a conta e uma conta alta. A conta da falta de emprego, do aumento da inflação”, ilustrou. O senador, no entanto, deixou claro que por enquanto não haverá rompimento com o governo.

Eles só querem dinheiro

lllll
PIRES NA MÃO | Os prefeitos foram recebidos por Suely, ontem. E só pediram.

No 2º Encontro de Prefeitos do Interior, ontem, a governadora Suely Campos disse que está disposta a firmar parcerias e convênios com os municípios para ajudar a solucionar os pontos mais críticos que afetam a população do interior, com o aporte de recursos financeiros.

Com exceção de Caroebe, todos os prefeitos chegaram com o pires na mão e com um só pedido: dinheiro. A governadora garantiu que vai aportar recursos e auxiliar os municípios na elaboração de projetos e prestação de contas dos convênios.

A governadora defendeu ainda a união entre os governantes para superar a crise. “Todos nós passamos por situação difícil, mas se nos unirmos, não desperdiçarmos, vamos resolver os problemas dos municípios”, observou.

eleitordofuturohoje
Eleitor do futuro |Dando continuidade ao cronograma de atividades do Programa Eleitor do Futuro 2015.2, serão realizadas hoje (18), das 8h às 12h e das 14h às 16h, no Colégio Militar Estadual de Roraima, e das 8h às 12h no Instituto Sion, eleições para a escolha de uma das cinco políticas públicas concorrentes: educação, saúde, segurança, urbanismo e tecnologia da informação. No total, 905 estudantes do ensino fundamental do 6º ao 9º ano, na faixa etária entre 10 e 15 anos, foram habilitados para votar e escolher o prefeito e vereadores das temáticas envolvidas. A votação ocorrerá em oito urnas eletrônicas, sendo quatro seções em cada escola.

CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts