COVID-19: “Se a gente não segurar essa fronteira, vai ser um desastre em Roraima e no Brasil”, diz Mecias de Jesus.

Compartilhe nosso conteúdo!

O senador Mecias de Jesus (Republicanos) disse hoje que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é favorável ao fechamento das fronteiras em Roraima, para tentar minimizar a proliferação do novo Coronavírus.

Mandetta, porém, afirmou ao parlamentar que é preciso uma autorização dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores.

É precisa criar barreiras para impedir ou diminuir a proliferação. No caso de Roraima, o mais correto é fechar as fronteiras. Nós precisamos que o governo brasileiro feche temporariamente e coloque ali um posto de triagem, de observação de sintomas. Se a gente não segurar essa fronteira, vai ser um desastre em Roraima“, disse Mecias.

Mecias já havia externado no fim de janeiro a preocupação com a propagação do novo coronavírus pelas fronteiras de Roraima com a Guiana e a Venezuela: são, no total, 1.925 km de fronteira seca.

Guiana e Venezuela têm péssimos sistemas de saúde. Em Lethem, cidade da Guiana Inglesa que faz fronteira com o Brasil, 95% dos empresários são chineses, acrescentou o senador.

Hoje em uma audiência na Comissão de Justiça do Senado, Mecias voltou a relatar sua preocupação com a questão da fronteira. Segundo ele, o sistema de saúde pública da Venezuela está falido e se a doença chegar em Roraima com os imigrantes, a situação se espalhará pelo restante do país e será um desastre.

“Deus nos livre de um ataque de Coronavírus na Venezuela, porque Roraima o estado mais afetado do Brasil com consequências desastrosas para todo o país”.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts