Secretaria de Saúde do Estado investirá R$ 92 milhões na compra de remédios e material médico hospitalar.

Compartilhe nosso conteúdo!
Coluna do sábado //// Publicada 00h23
lll
O secretário Cesar Penna administra um orçamento bem gordo na Saúde Púbica do Estado: R$ 92 milhões em compras.

Contrariando todos os prenúncios de crise financeira em Roraima no momento,  o secretário estadual de saúde César Ferreira Penna de Faria não tem do que reclamar: está montado no dinheiro. E não é pouco não. Como costumava dizer o velho brigadeiro Ottomar, ‘surfando na grana’.

Autorizado por Penna a Comissão Setorial de Licitação da Secretaria de Estado da Saúde do Governo está investindo mais de R$ 92 milhões, por meio de Ata de Registro de Preços, na aquisição de medicamentos hospitalares e material médico hospitalar diversos. Isso mesmo: R$ 92 milhões.

Um contrato de R$ 15.194.934,40 (Quinze milhões, cento e noventa e quatro mil, novecentos e trinta e quatro reais e quarenta centavos) e outro de R$ 77.241.875,20 (setenta e sete milhões, duzentos e quarenta e um mil, oitocentos e setenta e cinco reais e vinte centavos).

Os dois editais na modalidade Pregão Eletrônico estão disponibilizados no último Diário Oficial do Estado, Nº. 2810, datado de 27 de julho de 2016 e disponibilizado ontem na Internet.

Combater a sonegação
llll
As novas viaturas da Sefaz serão usadas na fiscalização e no combate aos sonegadores.

A Secretaria Estadual de Fazenda – Sefaz – vai apertar o cerco aos sonegadores. Vai colocar em operação 10 novas viaturas para auxiliar no trabalho de fiscalização tributária de mercadorias na Capital e no Interior do Estado. Os novos veículos vão fortalecer a fiscalização e contribuir para a redução da sonegação fiscal.

O secretário da Fazenda Shiska Pereira disse que o investimento é importante, pois traz melhores condições de trabalho e reforça o aparelhamento da Sefaz.

São viaturas que vão melhorar o nosso trabalho, e ajudar no trabalhar pelo Estado e combater a sonegação fiscal. Os servidores também terão melhores condições para desempenhar as atividades em campo e fiscalizar o que circula no Estado”, disseShiská.

Tráfico de pessoas
lll
Plenário da  ALE recebeu representantes de instituições que combatem o tráfico de pessoas.

A sede do Poder Legislativo de Roraima reuniu ontem autoridades e representantes de instituições para debater o tráfico de pessoas, crime ocorrido principalmente nas fronteiras do Estado.

O Seminário “Tráfico de Pessoas: Realmente Existe no Estado de Roraima? ”, foi organizado pelo Núcleo de Proteção às Vítimas de Tráfico de Pessoas para fins de Exploração Sexual, da Procuradoria Especial da Mulher, órgão ligado a Assembleia Legislativa de Roraima.

Durante o evento, uma surpresa: a coordenadora do Núcleo, Socorro Santos, recebeu a denúncia de mais duas possíveis vítimas de tráfico de pessoas em Roraima. O seminário – contou Socorro, tem a proposta de visibilizar a atuação dos agentes da rede proteção para clarear os caminhos de quem pretende denunciar ou que precisa de ajuda e atendimento especializado.

Fachada para o crime
lll
Para Peixoto as fronteiras brasileiras são vulneráveis e o turismo favorece os traficantes.

Durante o seminário de ontem na ALE, o coordenador de Turismo do Estado, Ricardo Peixoto, falou que o turismo tem sido uma fachada para crimes como o tráfico.

Disse o órgão, juntamente com a Polícia Federal, tem atuado em combate a exploração sexual, principalmente em hotéis e pousadas nas estradas.

A gente espera que a sociedade denuncie essas práticas delituosas. Temos ai os telefones 180, 100 como os canais de denúncias. Não fiquem calados”, destacou Peixoto.

Crime cibernético
lll
Crime cibernético é uma preocupação para os  procuradores.

O Ministério Público Brasileiro e o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais divulgaram nota técnica nacional para alertar a sociedade quanto ao uso da internet para a prática de crimes e a necessidade de que os provedores e aplicativos cooperem com as autoridades responsáveis por combater os ilícitos.

Segundo a nota, as empresas estrangeiras que prestam serviços no Brasil vêm ignorando a legislação brasileira, o que inviabiliza muitas investigações ainda em seu início e resulta em riscos como tráfico de drogas, pornografia infantil, crimes de ódio e até mesmo terrorismo na rede.

O som que condena
ll
Som em excesso e em locais proibidos é crime. E pode acabar em cadeia.

A pedido do Ministério Público do Estado de Roraima o representante comercial E.N.M foi condenado a três anos de reclusão pela prática de poluição sonora. O réu foi acusado de utilizar em seu veículo aparelhagem de som imprópria para carros e ambientes públicos e em limite acima do permitido pela legislação.

Conforme a sentença proferida no último dia 21/07, o representante comercial infringiu o artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais ao causar poluição sonora em, pelo menos, duas ocasiões distintas e em locais públicos a níveis que podem resultar em danos à saúde humana.

Na denúncia, oferecida em 2013 pela Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, consta que E.N.M foi surpreendido pela Polícia Militar Ambiental de Roraima causando poluição sonora de forma reiterada, e inclusive, em uma das ocorrências empreendeu fuga sem considerar o risco a integridade física dos frequentadores do local em que estava.

O fim de Lula
llll
Grande parte dos brasileiros acha que o ex-presidente Lula deve ir para a cadeia.

O dado mais interessante do último levantamento do instituto Paraná Pesquisas, feito entre os dias 20 a 23 de julho, 47,7% dos brasileiros querem que Lula seja preso pelo juiz Sergio Moro e 34,1% preferem que Lula se aposente da política.

Quase 82% da população, portanto, quer Lula preso ou aposentado, enquanto apenas 15,2% preferem que ele volte a ser presidente.

Um fim melancólico para qualquer líder de massa.

Janice está de volta
Janice entre Jalser e os candidatos do Solidariedade que concorrerão à Câmara.
Janice com o deputado Jalser e os candidatos do Solidariedade que concorrerão à Câmara de Boa Vista.

A frenética Janice Coelho, ex-vereadora de Boa Vista, está de volta à lida política.

Vai novamente disputar uma das 21 vagas no parlamento mirim, com apoio total do Partido Solidariedade e do seu presidente Jalser Renier.

A julgar pela disposição que tem relatado no Facebook, Janice já está com a campanha bem sedimentada. E com chance de sucesso.

Jucá e os defensores
llll
O senador Romero Jucá recebeu os defensores em seu gabinete de Boa Vista.

Defensores públicos de várias regiões do País estiveram em Boa Vista para reunião com o senador Romero Jucá (PMDB).

O encontro foi organizado pelo presidente da Anadep – Associação Nacional dos Defensores Públicos, Joaquim Neto.

Segundo o senador a conversa girou em torno das ações para fortalecer o trabalho das Defensorias nos estados brasileiros.

Mandamento dá resultados
lll
A Polícia Militar reforçou a segurança nas ruas de Boa Vista com a Operação Sétimo Mandamento.

A Polícia Militar revela, por meio do Comando de Policiamento da Capital, que registrou nos primeiros 10 dias da operação Sétimo Mandamento Integrada, uma redução diária de 14% nas ocorrências envolvendo roubo.

A operação, iniciada no dia 19, tem o objetivo coibir crimes na capital, como tráfico de drogas, ações de galera e principalmente roubos praticados com o uso de armas e motocicletas.

Ontem o CPC informou que foram realizadas, em média, 400 abordagens dia na Capital envolvendo veículos e pessoas, e durante as ações da Operação já foram presas 23 pessoas e apreendidos três adolescentes envolvidos em roubos. Foram recapturados ainda 11 foragidos do sistema prisional e cumpridos cinco mandados de prisão.

Cultura na fronteira
lll
Produtores culturais de Roraima reunidos ontem de manhã na Prefeitura de Boa Vista.

A fronteira é um limite ou encontro de pessoas? É possível romper barreiras através da arte? Foi com esse debate que Ricardo Almeida, consultor da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), iniciou na manhã de ontem na Prefeitura de Boa Vista, um encontro com produtores culturais, atores, cineastas, artistas plásticos e representantes de instituições de ensino. A ideia é melhorar o diálogo em regiões de fronteira do Brasil com os demais países do Mercosul.

A proposta é difundir a cultura nas fronteiras, tendo como base a proximidade que vai além da geografia: passa pela história em comum entre ambos os países, pela linguagem, pelos costumes, e pela economia desses povos

Além de Boa Vista, o município de Pacaraima também receberá equipes que vão fazer entrevistas com coordenadores de coletivos culturais, produtores, lideranças e autoridades para levantar informações preliminares sobre as políticas locais, assim como a cultura, a sociedade e a economia regional.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts