Secretário de Suely é denunciado por ter pago por obra não realizada.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h10

A obra foi contratada para reformar a Seapa, mas não foi realizada. Foto | Arquivo

O ex-secretário do Governo de Suely Campos, Gilzimar de Almeida Barbosa, foi denunciado em Ação Civil Pública impetrada pelo Ministério Público Estado sob acusação de cometer crime de improbidade administrativa. O delito: pagou R$ 106.543,30 pela reforma do prédio da Secretaria de Agricultura, só que a obra jamais foi realizada.

O MP ajuizou também ações contra a empresa Castelo Construções Ltda; e seu representante, bem como o fiscal do contrato firmado em setembro de 2017. O MP requer a indisponibilidade dos bens e ressarcimento integral do valor referente ao dano causado ao erário.

A ação pede ainda a condenação dos envolvidos, perda da função pública daqueles que estiverem exercendo por ocasião da sentença, suspensão dos direitos políticos por oito anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos.

“O ordenador de despesas tinha plena ciência que efetuou o pagamento por serviços não prestados. O agente público, ao ser investido na função pública, assume o dever legal de pautar suas condutas com base na probidade e na legalidade, de forma que, ao agir de maneira diversa, sem zelo pelo patrimônio público, pratica ato ímprobo”, disse o promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, Luiz Antônio Araújo de Souza

Em visita ao local, o setor técnico de engenharia do MPRR constatou que os únicos serviços executados pela empresa contratada foram a colocação de placa de obra em chapa de aço galvanizado e retirada de forro de madeira em tabique. Fonte | MPE

Nomeações para prédios fantasmas

Aqui ‘jaz’ a Casa da Cultura de Roraima.

Em ruínas e sem a menor condição de uso, a Casa da Cultura (na avenida Jaime Brasil) e o Teatro Carlos Gomes (na praça capitão Clóvis), ganharam novos diretores.

Incrível mas o governador Antônio Denarium nomeou dirigentes para essas duas instituições que não abrem as portas há décadas.

As nomeações estão no Diário Oficial do Estado Edição Nº. 3387 e alçou Ademir Costa Silva ao posto de Chefe Casa de Cultura Madre Leotavia Zoller e Jairo Maciel da Silva para dirigir o Teatro Carlos Gomes, certamente para dirigir fantasmas.

A verdade é que como tem sido prolixo nos discursos sobre gastos do dinheiro público, sobretudo com pessoal, essas nomeações contradizem Denarium e atesta a falta de conhecimento de quem indicou os nomeados.

Esse Telmário é uma pilhéria

Telmário foi recebido por diplomatas na Casa Amarela, em Caracas.

Sinceramente é difícil acreditar nas palavras do senador Telmário Mora (PRÓS). Noutro dia bradava na Tribuna do Senado e em suas redes especiais, suplicando que a fronteira com a Venezuela fosse fechada.

“Ou o novo presidente fecha a fronteira e dá condições para estado de Roraima, ou eu vou botar minha polícia e vou fechar e vou criar uma situação institucional entre o estado de Roraima e a nação brasileira”, disse Telmário durante a campanha eleitoral.

Ai corroborando com seus devaneios costumeiros Telmário surpreende ao atravessar a fronteira e foi se encontra com militares venezuelanos e diplomatas para, segundo ele, tentar “estabelecer paz e harmonia entre os dois países e pedir pela abertura da fronteira”.

E o senador falastrão foi a Caracas e foi recebido ontem na Casa Amarela, sede da diplomacia venezuelana, pelo o Vice-Ministro da América Latina, Alexander Yaneze outros diplomatas venezuelanos.

Ele sabe muito bem que Nicolás Maduro tem aversão ao presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que não o reconhece como mandatário venezuelanos. Essa lorota de Telmário certamente não levará a nada. A fronteira permanecerá fechada por tendo indefinido.

Grupo de Lima quer Maduro fora

Reunião do Grupo de Lima, em Santiago (Chile). Foto | Agência Brasil

O Grupo de Lima divulgou ontem uma nota oficial, no encerramento de reunião, em Santiago do Chile, em que reconhece que a Venezuela vive “uma crise humanitária, política, econômica e moral, gerada pelo regime ilegítimo e ditatorial de Nicolás Maduro, que constitui uma ameaça para a paz e a segurança internacionais, com efeitos regionais e globais”.

O Grupo de Lima exige ainda a saída imediata de Maduro. “Condição indispensável para o reestabelecimento da democracia e da ordem constitucional, através de eleições livres, justas e transparentes, com acompanhamento e observação internacional”.

O texto diz ainda que o Grupo de Lima reconhece Juan Guaidó como presidente e condena a sistemática violação de direitos humanos cometidos pelo regime de Maduro, além de pedir a liberação imediata de presos políticos e o fim das detenções arbitrárias, torturas e ações violentas de grupos paramilitares.

Lobby do jogo se organiza

Congresso analisa projeto para reabrir os cassinos no Brasil. Foto | Divulgação

A turma a favor da legalização dos jogos – parlamentares e grupos empresariais – voltou a se reorganizar no Congresso, apostando suas fichas na possível tolerância do governo Bolsonaro com a atividade.

Já está prevista o relançamento da Frente Parlamentar Mista pela Aprovação do Marco Regulatório dos Jogos, no início de maio. E até um jantar numa churrascaria, a módicos 250,00 por cabeça. Tem até deputado que apoia a causa, mas que não tira essa grana do bolso.

O lobby, porém, esbarra num grupo forte de apoio e ascendência sobre o presidente: os evangélicos. Não querem saber de roleta e carteado.

O vigilante da CCJ da Câmara

O deputado vigilante: General Girão Monteiro.

O deputado federal potiguar General Girão Monteiro – ele já foi coronel do 7º BIS e comandante da Brigada de Selva aqui em Roraima – está se notabilizando como o vigilante da Câmara dos deputados.

Segundo os registros, Girão, que é do PSL, o mesmo partido de Jair Bolsonaro, costuma chegar às 5h na Câmara para participar de uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça que começa às 14h.

A vigília é para evitar que a oposição se inscreva primeiro e tumultue a apreciação da reforma da previdência, com requerimentos para atrasar o andamento do processo.

Cursos de idioma | A Escola do Legislativo – Cursos Preparatórios, Unidade Silvio Botelho, está com vagas disponíveis para cursos de inglês e espanhol. Ao todo são ofertadas 523 vagas. Os interessados podem se inscrever na sede da instituição, localizada na rua Sólon Rodrigues Pessoa, 1.313, bairro Silvio Botelho, das 8h às 22h. São 177 vagas para o curso de inglês módulo II (avançado). As aulas iniciam no dia 24 deste mês (inglês) e 5 de maio (espanhol). Para efetuar a inscrição, é necessário apresentar documentos pessoais como RG, CPF, comprovante de residência e números de telefone para contato. É preciso ter mais de 16 anos de idade. Mais informações pelo telefone 98402-3402.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: