Sem dinheiro nem para o cafezinho, Governo vai gastar R$ 460 mil com arraial fora de época.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h10

Denarium: “não tem dinheiro nem para o cafezinho”.

A realização de uma festa junina fora de época – o São João do Anauá, nos dias 26 e 28 deste mês – pelo Governo do Estado, constitui absoluto contraste ao discurso de austeridade do governador Antônio Denarium.

Não tem o menor cabimento esse arraial agora, quando todas essas manifestações alusivas ao tradicional São João acontecem no mês de junho.

Serão ‘torrados’ R$ 460 mil no evento – no Parque Anauá – o que constitui um grave equívoco e desperdício de dinheiro nesses tempos em que o próprio Denarium, em uma recente entrevista na Rádio Folha, disse que “a crise é violenta não há dinheiro nem para o cafezinho”.

Todos sabem que o Governo de Denarium experimenta uma crise apavorante com reflexos diretos na educação, na saúde, na segurança e sobretudo na infraestrutura, onde não um real para investimento.

Óbvio que esse dinheiro é pouco para o tamanho da estrutura pública, mas simboliza descuido do Governo e causa desgaste na imagem já fragilizada de Denarium que em quase oito meses de gestão, não disse ainda a que veio.

E mesmo que tente justificar um custo inferior aos arraiais nababescos das gestões anteriores, quando os gastos ultrapassavam R$ 5 milhões, nçao faz o menor sentido a realização dessa festa no final de Julho.

A metamorfose de Telmário

Telmário foi ao encontro de Maduro, contrariando o Governo.

O senador Telmário Motta (Pros) visitou Nicolás Maduro há três meses, e causou constrangimento no Palácio do Planalto que se opõe ao ditador venezuelano.

Ex-oposição a Bolsonaro – inclusive com discursos ardidos – Telmário agora é figurinha carimbada na primeira fila de cerimônias no Planalto.

Pelo visto foi acalmado com alguma promessa de cargo – esses que s]ao distribuídos no toma lá, dá cá, ou com liberação de emendas gordas.

Quem conhece o Telmário sabe que a mudança de postura ou de grupo nunca se dá por posições ideológicas, mas por interesse ou convenicência.

Piada de ocasião

A Força Nacional ficará em Roraima até final de outubro.

Enquanto as delegacias estão prestes a fechar suas portas por falta de papel e de combustível, a equipe do Governo do Estado comemora nas redes sociais e nos grupos de whats a prorrogação da permanência da Força Nacional no Estado.

Tem que comemorar mesmo porque sem esse contingente de homens circulando pela cidade os índices de criminalidade estariam maiores ainda.

Hoje, o roraimense se vê refém de bandidos – brasileiros e venezuelanos – que se aproveitam da fragilidade do serviço de segurança pública.

Não há viaturas nas ruas e as que rodam ainda precisam economizar o combustível. Para a bandidagem tá muito fácil atuar em Roraima. Fonte | RT

Regularização fundiária

Denarium fez a entrega de títulos definitivos na solenidade.

O novo programa de regularização fundiária do Estado de Roraima – batizado de Aqui Tem dono – foi lançado ontem à tarde no Palácio Senador Hélio Campos.

Na ocasião o governador Antônio Denarium entregou 42 títulos definitivos de propriedades em glebas de Caracaraí, Apiaú, Mucajaí e Campos Novos. No total foram regularizados 2.415 hectares de terras.

O “Aqui Tem Dono” pretende regularizar mais de 4.500 propriedades rurais, equivalentes a mais de 1,3 milhão de hectares nos próximos três anos. Na área urbana, a previsão é de quase 11 mil lotes nos municípios de Boa Vista, Rorainópolis e Cantá.

Denarium afirmou que em breve vai entregar mais três mil títulos e que o compromisso desta gestão é fazer com que cada produtor possa produzir com segurança jurídica e novas possibilidades de crescimento

A professora Nota 10

A professora Rutemara e os alunos que realizaram a pesquisa.

A professora roraimense Rutemara Florencio, da escola estadual Tancredo Neves, está entre os 10 vencedores do Prêmio Educador Nota 10 – Edição 2019 – com o projeto “História das Mulheres em Roraima”.

O destaque do trabalho foram as mulheres protagonistas de suas próprias histórias e que, dentro de sua profissão, de forma pioneira, ajudaram a construir a História de Roraima.

O Prêmio Educador Nota 10 é uma iniciativa da Fundação Victor Civita e foi criado no ano de 1998 com a intenção de reconhecer e valorizar as boas práticas educacionais realizadas por professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares da Educação Básica de todo o Brasil.

“Fiquei muito feliz com esse resultado. Só por estar entre os 50 finalistas já estava feliz. Quando apresentei a proposta do projeto, os estudantes ficaram super felizes, engajados e queriam fazer algo novo. Acreditei na capacidade deles e eles foram além. O projeto é inédito e superou as expectativas”, disse Rutemara.

Dirigir aos 16: Mecias defende projeto

Mecias fez ontem a defesa do seu projeto no Plenário do Senado.

O senador Mecias de Jesus (PRB) defendeu ontem (17), em Plenário, o projeto de lei (PL) 3.973/2019 de sua autoria que Altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503, de 1997) para permitir a emissão de licença para dirigir a partir dos 16 anos de idade.

A justificativa do parlamentar é de que os jovens de hoje sabem manejar com facilidade equipamentos de avançada tecnologia e possuem um apurado senso de responsabilidade quanto aos seus direitos e deveres, devendo, portanto, ter acesso à habilitação mais cedo do que no passado.

— Creio ser uma medida justa, pois cobra respeito às regras que regem a nossa organização social, concedendo crédito de confiança e respeito aos jovens do Brasil — disse.

Praça da 1ª Infância | É no bairro Nova Cidade, zona Oeste da capital, que a Prefeitura de Boa Vista está construindo uma praça que será modelo para o país e para o mundo (foto acima). O diferencial do espaço está no pioneirismo de implantar diversas novidades para os pequeninos, como brinquedos com faixas etárias específicas e banheiro familiar. O local faz parte do Caminho da Infância, um trajeto muito usado pelas crianças, e que conta com atrativos que aumentam os momentos de interação e fortalecimento de vínculos entre pais e filhos. As obras já estão 60% concluídas e acontecem através de recursos do Ministério do Turismo. Toda essa preparação contempla o “Caminhos da Primeira Infância”, que faz parte do projeto Urban95, desenvolvido em parceria com a Fundação Bernad Van Leer e que visa adaptar a cidade às necessidades da primeira infância. 

‘Um olha diferenciado’, diz Teresa

Teresa destaca o cuidado com as crianças boa-vistenses.

A prefeitura está preparando Boa Vista para que a cidade proporcione um olhar diferenciado, com cuidados e prioridades com quem tem 95 centímetros, altura de uma criança de 3 anos de idade. Por isso estão sendo promovidas mudanças duradouras nos cenários da cidade que moldam os primeiros anos da vida das crianças.

“Essa praça terá tudo que a gente já colocou desde 2013 na evolução dos nossos projetos. Por exemplo, o piso é de alta resistência em paver. Vai ter academia aberta, banheiro familiar, onde tem o espaço para trocar o bebê”.

Lanchonetes com novo padrão, que a gente está usando nas praças modernas, quadra de vôlei de areia, espaço para piquenique, um campo de futebol com grama sintética society quadra coberta e quadra poliesportiva coberta”, destacou Teresa Surita.

Teresa também destacou que o maior diferencial é que a praça terá dois playgrounds, um para criança de até seis anos e outro para criança acima de seis anos.

Porque nas outras praças, as crianças menores não conseguiam brincar. Ou seja, agora terá um playground da primeira infância. Também terá guarita e equipamentos comuns de ginástica. É uma praça completa, além do paisagismo, acessibilidade, com todos os equipamentos que a prefeitura já fez em outras praças”, disse Teresa

O combate diário ao aedes

Agente de endemias agindo contra o mosquito Aedes aegypti.

Mais do que uma simples visita, os agentes de combate às endemias (ACE) estão dia a dia batendo portas de casa em casa, orientando a população sobre prevenção e os riscos de diversos tipos de doença, como a dengue, malária, leishmaniose, doença de chagas.

Os agentes trabalham também com foco no controle de roedores e na prevenção de acidentes por cobras, escorpiões e aranhas. Além disso, promovem ações de vacinação de cães e gatos contra a raiva.

As atividades dos agentes são uma estratégia importante para o combate ao Aedes aegypti, o grande vilão que tem sido um dos maiores desafios da saúde pública no Brasil, por conta da transmissão de doenças perigosas como dengue, chikungunya e zika vírus.

O resultado do 3º Levantamento de índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) classificou Boa Vista com alto risco para transmissão de Dengue, Zika e Chikungunya, com percentual de 9,3%.

Dos 6.116 imóveis visitados para o levantamento, 568 apresentaram larvas do mosquito Aedes aegypti. Este resultado é importante para mensurar os desafios no combate ao mosquito neste período de chuvas, na capital.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: