Sem Venezuela, gerar energia para Roraima custará R$ 1,2 bilhão

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

O Linhão de Guri não sofre manutenção há anos ocasionando constantes apagões em Roraima.

O eventual corte no fornecimento de energia a Roraima pela Venezuela representaria um custo extra de R$ 1,2 bilhão por ano para os consumidores de todo o Brasil.

O país de Nicolás Maduro tem ameaçado interromper o fornecimento ao único estado que não está interligado ao sistema elétrico brasileiro e que depende em grande parte das importações vindas do país vizinho. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O motivo do corte seria uma resposta à falta de pagamento de uma dívida, de ao menos US$ 33 milhões (R$ 136 milhões, na cotação de hoje), que a Eletrobrás acumula com a estatal venezuelana pela compra de energia usada para abastecer o estado.

Roraima recebe energia da Venezuela há 17 anos. Com o agravamento da crise econômica no país vizinho e a falta de manutenção do linhão que transmite a eletricidade, o estado enfrenta instabilidade no fornecimento.

Agora, a situação se agravou. Ao menos dois terços da energia consumida em Roraima são gerados pela Venezuela. O restante é produzido por usinas térmicas.

Por lei, os consumidores do restante do país pagam o combustível necessário para gerar energia em regiões isoladas, como Roraima. Por isso, o aumento dos custos na região podem gerar impactos em todo o país.

A dívida com o governo de Nicolás Maduro acumulou porque o Brasil não tem conseguido transferir o dinheiro, diante do embargo imposto pelos Estados Unidos.

A farra dos carros continua

O Governo de Suely está desembolsando quase R$ 4 milhões com alugueis de mais caros.

Atolado em dívidas, não paga salários em dia, não paga fornecedor regularmente, tem um histórico infausto de calotes, mesmo assim o Governo de Suely impressiona pelos gastos.

Através da Secretaria de Fazenda o Governo acaba de estampilhar um contrato bem faustoso para a locação de muitos veículos para atender a Sefaz.

Na descrição dos termos, publicados no último Diário Oficial do dia 4 (Nº. 3311), diz apenas que contratou a empresa Merronit Comercial LTDA CNPJ N°: 10.425.443/0001-88 OBJETO alugar caros para a Secretaria e nada mais.

Valor da brincadeirinha com o nosso dinheiro: R$ 3.900.000,00 (três milhões e novecentos mil reais) para o período de 12 meses, com um valor mensal de R$ 325 mil.

TCE quer afastar Suely

Suely vem cometendo seguidos crimes de improbidade, segundo conselheiro do TCE.

O conselheiro Marcus Holanda, do Tribunal de Contas do Estado (TCE) encaminhou ofício à Assembleia Legislativa carregado de denúncias por crime de improbidade administrativa contra a governadora Suely Campos (PP).

Além de sugerir processo administrativo contra Suely, o conselheiro pede seu afastamento do cargo, por crime de responsabilidade decorrente de um rombo causado nas contas do Instituto de Previdência do Estado, por falta de repasse das contribuições previdenciárias.

O conselheiro verificou que desde janeiro de 2017 muitos órgãos do Governo do Estado de Roraima estão em débito com o IPER. Há muitos meses o governo vem retendo os repasses dos recolhimentos previdenciários dos segurados e parte do patronal.

Estes valores já somam quase R$ 500 milhões, e apesar das denúncias de servidores e da pressão de alguns parlamentares a situação continua irregular.

CPI para apurar crimes

Marcus Holanda quer que a Assembleia investigue Suely Campos por crime de responsabilidade. Foto | TCE

O ofício, cujo recebimento foi confirmado ontem pela ALE, pede ainda que se instaure imediatamente uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis crimes de responsabilidade cometidos pela atual governadora.

Com o pedido, caberá à Assembleia Legislativa de Roraima abrir o processo de investigação, que tem a competência legal para julgar os atos da gestora estadual. Se comprovadas as irregularidades, Suely pode sofrer o processo de Impeachment acusada dos crimes de improbidade administrativa que causam prejuízo ao erário e que atentam contra os princípios da administração pública.

A expectativa agora gira em torno dos procedimentos que serão adotados pela Assembleia Legislativa. Porque outros pedidos de Impeachment já chegaram à Casa, mas foram colocados no gelo.

Jorge Everton comemora

Jorge Everton tem feito uma série de denúncias contra Suely e pede providências.

Autor de uma denúncia púbica contra o Governo, por reter os recursos dos segurados do IPERR, que totalizam mais de R$ 400 milhões, o deputado Jorge Everton (MDB) celebrou a decisão do TCE.

“Usei a tribuna da Casa Legislativa para apresentar números que constatam o débito de quase R$ 400 milhões do Governo de Roraima com o Iper. Denunciei e cobrei providência aos órgãos de controle. Saldo positivo! Política se faz com compromisso e responsabilidade!”, disse o parlamentar.

Jorge Everton é autor de outras denúncias contra Suely por malversação do dinheiro estadual. Inclusive ingressou com pedido de Impeachment de Suely, no caso do desvio de milhões da Secretaria de Justiça e Cidadania.

E presídio é prioridade?

Anchieta prometeu fazer exatamente o que não fez nos quase 7 anos de mandato. Foto | G1RR

Absolutamente decepcionante a entrevista do ex-governador José Anchieta, candidato ao Governo pelo PSDB, na TV Roraima e G1, ontem de manhã.

O homem governou o Estado por quase 7 anos, deixou um rombo financeiro nunca mais vedado e ainda aparece com afirmações bizarras, dizendo que vai salvar Roraima, coisa que não fez no passado.

O mais incrível é que Zé Anchieta elegeu a construção de presídios e um melhor cuidado para os detentos como prioridade. Em momento algum alentou com uma proposta  educacional de qualidade, construir novas salas e restaurar as escolas que estão caindo aos pedaços, desde a administração.

O sociólogo Darcy Ribeiro costumava dizer, “Se os governantes não construírem escolas agora, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios”. Pensa nisso, Anchieta.

Tudo o que Anchieta prometeu nas entrevistas de ontem como programa de Governo, deveria ter feito quando sentou na cadeira governamental. Mas fracassou.

Aliás entre todos os postulantes ao posto de governador não é ouvido entre eles uma única palavra que remeta a investimentos em educação. Eles prometem resolver tudo, mas construir salas de aulas, nada.

O rio encheu

O Rio Branco pegou bastante água devido as últimas chuvas que caem em Roraima.

Em pleno verão eis que as chuvas fora de época causaram transtornos na cidade e elevaram o nível do Rio Branco em 20cm.

O mês de setembro tem apresentado um volume atípico de chuvas. No domingo, 09, choveu mais de 100 mm, 30% do previsto para todo o mês, causando acúmulo de águas em diversos pontos da cidade.

Porém, o sistema de drenagem implantado pela Prefeitura de Boa Vista apresentou-se eficiente, contribuindo para o escoamento das águas em poucas horas.

O acúmulo de águas nas vias públicas da cidade durante as chuvas pode ser explicado pelo fato de Boa Vista ser uma cidade plana cercada pelo Rio Branco e cortada por 7 igarapés: Caranã, Caxangá, Frasco, Pricumã, Grande, Paca e Mirandinha. Estes, que já estão cheios por conta do período atípico, recebem diretamente o impacto das vazantes do rio.

O Aedes aegypti avança | O resultado do 4º Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), classifica Boa Vista com Alto Risco para transmissão de Dengue, Zika e Chikungunya com 5,1%. O lixo doméstico foi identificado como o principal depósito predominante de criadouros em 34,1% das casas avaliadas. Recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas em ferros velhos estão entre os principais tipos de criadouros onde foram encontradas larvas doAedes aegypti nas casas da capital durante o levantamento do 4º LIRAa. De acordo com o coordenador de Vigilância e Controle de Doenças Transmitidas por Vetores, Samuel Garça, apesar do 4º LIRAa de 2018 classificar o município com Alto Risco, nota-se uma redução considerável de 6,6 %, em comparação ao 3º levantamento, para 5,1%, visto que os anteriores foram feitos em curto prazo no período chuvoso, possibilitando um direcionamento mais eficaz nas ações de combate ao Aedes.

Vacinação nas escolas

A Prefeitura mudou a estratégia e está indo vacinar as crianças nas escolas.

A campanha de vacinação contra sarampo e a poliomielite vai até esta sexta-feira, 14. Até esta data, a prefeitura de Boa Vista, através da Secretaria Municipal de Saúde, está visitando as escolas particulares para imunizar as crianças que estão inseridos no público-alvo.

A meta é vacinar até 95% das crianças de 01 a 05 anos contra pólio, mesmo que já tenham sido vacinadas. Já o público alvo da vacinação contra o sarampo são crianças de 06 meses a 14 anos, principalmente na faixa-etária de 1 a 4 anos.

Até o momento, a cobertura vacinal da poliomielite é de 69,35% (16.233 doses aplicadas) e a do sarampo é de 70,11% (15.413 doses aplicadas). Os números devem sofrer alterações ainda, pois ainda estão sendo contabilizados.É importante que pais e responsáveis mandem o cartão de vacina das crianças e a autorização devidamente assinada.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta