Shéridan, Édio e Jhonatan: são os deputados roraimenses na Comissão do Impeachment de Dilma.

Compartilhe nosso conteúdo!

A Coluna de Hoje |||| Publicada 00h13

llllll
Os deputados Shéridan, Édio e Jhonatan foram indicados pelos seus partidos como titulares da Comissão do Impeachment.

A Câmara dos Deputados deu a largada na tramitação do processo de Impeachment de Dilma Rousseff. O primeiro passo foi a eleição dos membros da comissão especial que vai elaborar um parecer sobre a continuidade ou não da ação contra presidente. O colegiado é composto de 65 deputados de todos os partidos na Casa. Roraima está representado com três titulares entre os que decidirão o destino político do País: Shéridan Estérfany Oliveira (PSDB), Édio Lopes (PR) e Jhonatan de Jesus (PRB). A ligação partidária dos três com o Palácio do Planalto é bem discernida. Shéridan faz parte do bloco radical do PSDB, com posicionamento repulsivo ao governo do PT. Édio trocou recentemente o PMDB pelo PR, portanto um partido aliado ao governo. E Jhonatan compõe a bancada do PRB que anunciou seu desligamento da base aliada.

Portanto fica clara uma definição da participação roraimense na comissão com a assertiva de que no momento apenas Shéridan lançará seu voto pela derrubada de Dilma, porque o PR de Édio é dono de todo o Ministério dos Transportes e o PRB tem seus indicados alojados em cargos importantes no Ministério do Esporte, como o roraimense Marcos Jorge, secretário Executivo, que é uma indicação de Jhonatam de Jesus. Mas PRB, PMB e Rede Sustentabilidade ainda não decidiram como votarão. O deputado Édio Lopes (PR-RR) também não definiu posição. São 5 votos que, em tese, podem definir o resultado. Édio Lopes, Paulo Magalhães (PSD-BA), Ronaldo Fonseca (Pros-DF), Bacelar (PTN-BA), Aliel Machado (Rede-PR) e Jhonatan.

Partidos que oficialmente apoiam o Impeachment ocupam apenas dezoito cadeiras do colegiado. A expectativa da oposição é que a insatisfação das ruas faça com que deputados aliados do Planalto acabem se rebelando e unindo-se contra Dilma. Nesta quarta-feira, o PRB deu início à debandada na base do governo e rompeu a aliança com Dilma. No fim deste mês, o PMDB vai deliberar se segue o mesmo caminho. Oposicionistas calculam que têm pelo menos 34 dos 65 votos, o que seria suficiente para aprovar o processo.

O trâmite e o tempo
lll
Dilma está encurralada: a maioria dos deputados defende sua saída do Governo.

Depois de eleita a comissão especial, ontem mesmo foram eleitos o presidente e o relator: a Comissão será presidida por Rogério Rosso (PSD-DF) e Jovair Arantes (PTB-GO) será o relator. A ideia da cúpula da Câmara é notificar a presidente Dilma Rousseff logo em seguida para que possa começar a contar o prazo de até 10 sessões para a apresentação de defesa pela petista.

A comissão especial tem prazo máximo de cinco sessões, contados a partir da manifestação da presidente ou do término das dez sessões, para apresentar um parecer a favor ou contrário ao pedido de derrubada de Dilma.

Depois de o parecer lido no plenário da Câmara dos Deputados e publicado, o mesmo plenário tem 48 horas para pautar o tema para votação. O processo de Impeachment é admitido se tiver apoio de pelo menos 342 votos.

Esse Telmário… é brincadeira!

O senador Telmário Mota continua remando na contramão da história, de braçadas contra o remanso.

Ontem era o único parlamentar roraimense na posse de Lula. E sentou bem na primeira fila para ser visto, claro. Nem a petista Ângela Portela teve coragem de aparecer na solenidade.

Mas Telmário é assim mesmo, não tem coerência em quase nada que faz.

Itagiba entre nós
llll
Itagiba foi titular da Vara da Justiça Federal de Roraima até 1996.

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara do Distrito Federal, autor da liminar que suspendeu a posse de Lula na Casa Civil, foi magistrado em Roraima por muito tempo.

Foi titular da Justiça em Roraima até o final de década de 90. Em 1996, foi ele quem reconheceu genocídio contra a etnia Ianomâmi, na chamada “Chacina de Haximu”, em que dezenas de índios teriam sido assassinados na fronteira do Brasil com a Venezuela, mortes, porém, nunca provadas.

Na sentença de ontem Itagiba disse que “em vista do risco de dano ao livre exercício do Poder Judiciário, da autuação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, defiro o pedido de liminar para sustar o ato de nomeação do sr. Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro de Estado da Casa Civil da Presidência da República, ou qualquer outro que lhe outorgue prerrogativa de foro”.

Liminar é derrubada…
lll
Lula foi empossado na Casa Civil contra a vontade da maioria dos brasileiros.

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Cândido Ribeiro, derrubou ontem a noite uma decisão liminar (provisória) da 4ª Vara do Distrito Federal que suspendeu a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na chefia da Casa Civil.

A nova decisão, no entanto, ainda não permite a Lula, que tomou posse nesta quinta, exercer as funções do cargo, porque há outra decisão, da 6ª Vara da Justiça Federal no Rio de Janeiro, também suspendendo Lula do cargo. As duas decisões de primeira instância têm a mesma eficácia.

A Advocacia Geral da União (AGU), que faz a defesa do governo na Justiça, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão de todas as ações que tramitam no país contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Casa Civil.

…mas há outros pedidos
llll
Sala das sessões do STF: vários ministros protestaram contra ofensas de Lula.

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu até o final da tarde de ontem pelo menos dez pedidos para que a corte impeça a posse do ex-presidente Lula na Casa Civil.

Partidos de oposição também recorreram, por meio de ações populares, nos 26 Estados e no Distrito Federal para impedir que Lula seja abrigado dentro do governo e tenha o processo que o envolve na Lava Jato retirado do juiz Sergio Moro.

Os processos são dos partidos PPS, PSB e PSDB e de pessoas comuns, que recorreram ao Supremo. Além de Gilmar Mendes, os ministros Teori Zavscki e Marco Aurélio Mello também relatam ações sobre o caso,

OAB-RR apoia Impeachment
llll
O presidente Rodolpho reuniu o Conselho, ontem, e se posicionou pelo Impeachment de Dilma.

A OAB Roraima posicionou-se que vai apoiar a Câmara dos Deputados no processo de Impeachment da presidente Dilma, aberto ontem à tarde, seguindo o mesmo pensamento do Conselho Federal da OAB.

A votação ocorreu ontem em reunião extraordinária do conselho seccional, por ocasião da convocação do Colégio de Presidentes da OAB e do Conselho Federal, que vai deliberar nesta sexta-feira, dia 18, em Brasília (DF), a respeito do impedimento da presidenta.

A Diretoria da OAB-RR é a voz do nosso conselho, por isso, antes de levarmos o posicionamento da Seccional Roraima, resolvemos debater com todos os conselheiros os últimos graves acontecimentos políticos no Brasil, que causaram uma revolta social, pois a autonomia dos poderes está colocada em xeque” disse Rodolpho Morais, presidente da OAB RR.

É rouuuuuuuupa…
ll
Estes modelos de uniformes que serão fornecidos para setor de saúde por mais de R$ 3,7 milhões.

Eu fico impressionado a cada vez que dou de cara com o Diário Oficial do Estado e noto a exibição de contratos milionários que são feitos quase que diariamente no âmbito da Secretaria Estadual de Saúde.

Um simples aditamento de contrato (4ºADITAMENTO DO CONTRATO Nº 077/2014 – Processo nº. 020601.005181/13-80) que favorece a empresa F.C DE SOUZA, custa aos cofres públicos a astronômica quantia de VALOR: R$ 3.765.228,28 (três milhões, setecentos e sessenta e cinco mil e duzentos e vinte oito reais e vinte oito centavos).

E sabem para quê? Processamento e distribuição de roupas hospitalares. É muita grana. Né não!

Ah, tem mais…

Em outra frente de distribuição de dinheiro a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social, comandada pela filha da governadora Emília Silva Ribeiro Campos dos Santos.

A empresa Cantal & Miranda Serviços, Comércio e Exportação foi contratada para o fornecimento de alimentos perecíveis e não perecíveis.

Sabem o valor da brincadeira? Pasmem: R$3.914.934,25 (três milhões novecentos e quatorze mil novecentos e trinta e quatro reais e vinte e cinco centavos).

lllll
O projeto da Prefeitura leva iluminação moderna para todos os bairros de Boa Vista. 10 mil luminárias serão substituídas.

Cidade mais iluminada | A Prefeitura de Boa Vista está revitalizando a iluminação pública de 13 bairros e praças da capital, por meio do programa Cidade Luz, garantindo à população uma cidade mais bonita, mais segura, com ruas e praças mais iluminadas. Os serviços já foram concluídos em cinco bairros: Asa Branca, Bela Vista, Olímpico, Silvio Botelho e Raiar do Sol. Nos bairros Caimbé, Caranã, Cambará, Alvorada, Buritis, Cauamé, Equatorial e Operário os serviços estão em pleno andamento. As lâmpadas que tinham a potência mínima de 70 watts e a potência máxima de 150 passaram a ser de 100 watts a mínima e a máxima de 250 watts. No total, quase de 10 mil luminárias serão substituídas nos 13 bairros.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts