SONHOS RETARDADOS: A pedido do Governo juiz cancela o concurso da Polícia Civil.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

Denarium alega falta de dinheiro para pagar futuros servidores.

Os locais das provas [nos dias 16 e 17, sábado e domingo próximos] já haviam inclusive informados ontem pela Fundação Vunesp, a empresa contratada para realização do certame, mas eis que veio a surpresa no início da tarde: a pedido do Governo do Estado o juiz Luiz Alberto de Moraes Júnior da 2ª Vara da Fazenda Pública reconsiderou a liminar, expedida por ele mesmo, e acatou o pedido do governo para cancelar o concurso da Polícia Civil.

O concurso que teve mais de 37 mil inscritos teve o cancelamento anunciado no dia 2 deste mês mas houve uma demanda do Ministério Público que conseguiu uma liminar para sua realização. Mas a Procuradoria do Estado recorreu da decisão judicial reunindo um punhado de alegações, sendo a mais contundente o fato de o Governo estar quebrado e com o cofre vazio.

Daí após averiguar a ladainha governamental o Luiz Alberto reconsiderou uma decisão sua e atendeu o pedido do Governo. Ao justificar a nova decisão o juiz disse que a crise financeira que atolou Roraima na lama não oferece condições atuais para garantir o pagamento desses concursados que seriam aprovados.

“De toda e qualquer forma há de se frisar que a continuidade do certame sem previsão para nomeação dos candidatos na Proposta de Lei Orçamentária 2019, poderia afrontar a Lei de Responsabilidade Fiscal porque não há, em primeira análise, dotação financeira suficiente para atender as despesas, sequer com os atuais servidores da Polícia Civil”, diz o magistrado em seu despacho.

Papa não quer papo com Maduro

Papa Francisco não aceita mais diálogo com Maduro.

Na carta, datada de 7 de fevereiro, o ditador é tratado como “Sua Excelência, o Sr. Nicolás Maduro”, e não como presidente.

“Infelizmente todas as tentativas [de mediação] foram interrompidas porque o que foi decidido nas reuniões não foi seguido por gestos concretos para alcançar os acordos”, afirma Francisco na carta, segundo o resumo do jornal.

O Vaticano não confirmou nem negou o envio da carta –o porta-voz interino do papa, Alessandro Gisotti, disse apenas tratar-se de uma “carta particular”.

Salário de R$ 8.538,00

A Prefeitura lançou ontem o edital de novo concurso público.

A Prefeitura de Boa Vista ontem no Diário Oficial do Município o edital do concurso público para procurador municipal do quadro de pessoal da Procuradoria Geral do Município. O salário inicial é de R$ 8.538.

O edital estabelece no edital o valor de R$ 230 para a inscrição de 18 deste mês até o dia 7 de março e podem ser feitas no site do Cebraspe.

Para participar o candidato precisa ter diploma de graduação de bacharel em Direito fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (Mec), inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), estar devidamente registrado e possuir experiência mínima de dois anos de prática forense.

O sucessor de Jucá

Jucá tem mandato no MDB até o mês de setembro.

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal — que não esconde o sonho de chegar ao Planalto –, começou a fazer campanha no MDB para suceder Romero Jucá, atual presidente do partido.

O mandado de Jucá no Senado acabou no dia 31 de janeiro deste ano, mas o mandato na presidência nacional do MDB vai até setembro.

O ex-senador roraimense não sabe ainda se permanece comandando o Partido a nível nacional, mas certamente continuará dirigente maior no Estado de Roraima.

Migração: Mecias cobra providências

Mecias fez ontem seu primeiro pronunciamento no Senado.

Em seu primeiro pronunciamento na Tribuna do Senado, o senador Mecias de Jesus (PRB) cobrou ontem providências do governo federal quanto à crise humanitária resultante da situação da Venezuela, que tem refletido principalmente no estado de Roraima, principal porta de entrada dos imigrantes.

O parlamentar descreveu as ruas da capital, Boa Vista, como “circo de horrores”. Segundo ele, a grande quantidade de refugiados e a falta de estrutura e oportunidades de sustento fizeram com que os índices de criminalidade crescessem com reflexo na segurança pública brasileira.

Na opinião de Mecias, no entanto, o “Brasil não pode, não deve e nem tem como pagar” o preço da crise.

— É a constatação pura e simples de que não se tem como permanecer nesse ritmo, até porque o fluxo de refugiados continua e o cenário irá se agravar de forma inevitável. É preciso que se tomem providências que restabeleçam padrões [de vida], que vão alcançando níveis insuportáveis — afirmou Mecias de Jesus.

Telmário: ‘galo de briga’

Telmário acusa Denarium por ‘estelionato eleitoral’.

O senador Telmário Mota faz jus ao apelido que carrega por sua predileção por rinhas de galo.

“Galo velo”, como é conhecido, o senador não se intimidou com o anúncio de que o governador Antônio Denarium o processará por calúnia, injúria e difamação.

Como sempre faz para se manifestar Telmário gravou e postou um vídeo e reafirmou que há esquema no Governo para contratar empresas de locação para servir ao Transporte Escolar.

“Pode vir Denarium. Na verdade, você praticou estelionato político com o povo de Roraima”, acrescentou o senador, depois de afirmar que pediu ao Ministério da Justiça e à Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar as aplicações de verba federal destinada a Roraima, no mês de dezembro de 2018, durante intervenção.

Yonny morro abaixo

A deputada Yonny retirou a tornonzeleira sem autorização.

A vida da deputada estadual Yonny Pedroso (Solidariedade) vai se complicando e não adianta desculpas e justificativas para tentar amenizar o erro.

Um áudio liberado certamente pelo agente que a atendeu na Secretaria de Justiça e Cidadania comprova que ela sabia dos riscos de remover sem autorização a tornozeleira eletrônica, condição para a manutenção do benefício de prisão domiciliar domicílio e com a benevolência de poder sair para trabalhar durante o dia.

Divulgado na TV Roraima o áudio revela que Yonny foi avisada do descumprimento, mas induziu o agente a remover o equipamento.

A deputada foi presa no dia 14 de dezembro na operação Zaragata da PF. Um mês depois, Ione, acompanhada de um advogado, foi à Secretaria de Justiça e Cidadania e retirou a tornozeleira, quando deveria alterar apenas o horário de monitoramento.

Governo retoma interiorização

Mais 225 venezuelanos serão levados embora de Roraima amanhã.

O Governo retoma amanhã o programa de interiorização quando mais 225 imigrantes venezuelanos serão levados de Boa Vista para Porto Alegre (RS), Caxias do Sul (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo, Guarulhos (SP), Canoas (RS), Confins (MG) e Belo Horizonte (MG).

O voo está previsto para sair do Aeroporto Internacional de Boa Vista às 4h20.

A aeronave é a C-767 e tem capacidade para 230 pessoas, sendo dividida em 225 refugiados e mais cinco integrantes da equipe de apoio.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: