Suely atrasa pagamentos, mas vai gastar quase R$ 1 milhão com festa junina.

 Suely atrasa pagamentos, mas vai gastar quase R$ 1 milhão com festa junina.

aaaa

Compartilhe este artigo

There is no ads to display, Please add some

A Coluna de Hoje | Publicada 00h15

aaaa
O anúncio da gastança foio feito ontem em reunião festiva no Palácio do Governo.

Desde que assumiu o governo, em janeiro, Suely Campos alega o fraco fluxo de caixa como argumento para atrasar o pagamento de salário do servidor público, não honrar compromissos com empresas locais, não paga o transporte escolar e não sinaliza com nenhuma ação de investimento na economia que possibilite a germinação de novas rendas, novos empregos e melhoria do padrão de vida da população local.

No entanto, esbanja prosperidade financeira ao torrar mais de R$ 800 mil com a realização de uma festa junina, que há muito foi engolida pelo evento Boa Vista Junina, realizado todos os anos com regularidade pela Prefeitura de Boa Vista. A governadora liberou R$ 782 mil para 24 quadrilhas e quinze grupos folclóricos para a realização da festa.

O valor será usado pelos grupos na compra de adereços, tecidos, construção de cenários, confecção de roupas, entre outras despesas necessárias para a finalização dos enredos que serão exibidos no Parque Anauá de 24 de junho a 3 de julho. Somados aos R$ 24 mil que será dado como premiação, o valor investido no ‘Arraial Macuxi’ ultrapassa o montante de R$ 800 mil.

No total, 41 grupos culturais participarão do arraial, 39 de Roraima e 2 do Amazonas. Além do repasse de verbas, o governo informou que está reformando o anfiteatro do parque onde serão realizadas as apresentações do festival de quadrilhas, mas que ainda não sabe quando vai gastar na obra.

O fim dos fantasminhas na ALE

jj
Jalser: ponto eletrônico e fardamento para os servidores.

“Eu quero levar isso aqui muito a sério”, foi assim que o presidente da Assembleia Jalser Renier se expressou ontem para galerias do Plenário lotadas de servidores onde em mais de uma hora de fala, deixou claro que sua gestão será diferenciada, distinta de todas as anteriores.

Primeiro vai acabar com a farra dos servidores fantasmas com a implantação de um sistema de controle da presença através de pontos eletrônicos, por meio de leitura biométrica. Quem não apertar o botão de presença, terá o salário cortado no fim do mês.

E resumiu tudo o que pretende realizar, em uma palavra: “modernidade”. Tudo o que for possível fazer para melhorar a prestação de serviço pelo Poder Legislativo ao cidadão, será feito. Segundo Jalser, a Assembleia tem que adquirir uma identidade própria e os servidores não podem mais usá-la como “bico”. Ah, haverá fardamento para todos…

Tô nem ai….

Um sintoma de que a maioria dos servidores da Assembleia não leva seus afazeres a sério foi diagnosticado ontem na reunião.

No momento que descrevia sua agonia pela cultura perversa do serviço público, com sua permissibilidade de aceitar ausência do servidor no local de trabalho sem que seja aplicada qualquer punibilidade, o presidente fez um desafio:

– Há algum servidor concursado aqui?, indagou Jalser. E veio a decepção. Dos mais de 100 servidores do quadro permanente, meia dúzia levantou a mão. Sorumbático, Jalser só balançou a cabeça negativamente em sinal de protesto.

Cadê os milhões da Educação?

jjj
Alunos protestando por melhorias no Ayrton Senna.

Um grupo de alunos da escoa estadual Ayrton Senna saiu em protesto ontem para reivindicar a limpeza do prédio, que há mais de cinco meses está sem zelador para fazer o serviço de manutenção.

Os alunos denunciaram também falta de merenda e não existem professores o suficiente para manter a grade de aulas do planejamento anual. São os alunos que estão limpando a escola, lavando sala, varrendo o chão porque a sujeira é tão grossa que primeiro é necessário lavar para depois varrer.

Mas perai, e onde estão os quase R$ 60 milhões que foram desviados para empresas de Manaus, contratadas justamente para reformar e conservas as escolas estaduais?

Português dramático

Se por um lado a ausência de governo expõe o drama que vive a Escola Ayrton Sena e seu abandono, por outro, o protesto de ontem expôs uma infeliz realidade. A deseducação de alguns alunos.

Nos cartazes exibidos para a imprensa a fim de divulgar a crise, frases contendo erros de Português, revela a gravidade da estrutura educacional atual em Roraima.

Um cartaz dizia: “Queremos educassão de qualidade” – isso mesmo, dois “SS”. Outro: “Merrecemos mais respeito” – com erres sobrando. Pior, os alunos estavam escoltados pelos professores da escola.

Limpeza emergencial

Ai, como faz sempre, o governo anunciou no final do dia, por meio de nota, que a Escola Ayrton Senna estava sendo limpa em caráter emergencial.

Que uma força-tarefa foi deslocada para limpeza das salas, corredores e demais áreas da unidade na tarde de segunda.

Com a desculpa de que a ação será realizada enquanto a Secretaria de Educação regulariza os contratos para contratação de empresas para higiene das escolas.

Cuida do teu filho Jucá! 

fff
No local de recolhimento, muita confusão e desinformação.

Atenção senador Romero Jucá, já que lhe deram a condição de pai da Medida Provisória 660, então cuide o senhor de ajustar mecanismos para assegurar aos pretendentes a entrega tranquila da documentação.

No lugar de recolhimento dos papeis, reina a balbúrdia, uma desorganização intensa e um péssimo atendimento.  O prazo até o dia 22 não será suficiente para que todos deem entrada no requerimento.

Mais de 2 mil pessoas ainda restam na fila e há uma questão muito séria: as atendentes ficam criando caso, bloqueiam muita gente com conversa mole e levam inclusive as pessoas a desistirem. A documentação tem que ser recebida e pronto. A comissão que cuide depois de analisar e dar parecer se o enquadramento é possível ou não.

A verdade sobre a MP 660 

A presidente Dilma sancionou em parte a Medida Provisória 660. Houve muitos vetos que não foram divulgados por aqui.

Dilma vetou 18 dispositivos incluídos pelo Congresso, entre os quais o que garantia ao grupo de fiscalização tributária a mesma remuneração dos auditores fiscais da Receita Federal.

Houve ainda veto em emenda que concedia aos policiais e bombeiros militares ingressantes os mesmo ganhos dos policiais militares do Distrito Federal. Também caiu uma nova tabela de vencimentos e gratificações para os servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que havia entrado no texto. No nível superior, o aumento chegaria a 62% em 2015 e a 130% em 2016, em relação aos salários atuais.

Há contrariedades

Depois da sanção, a matéria se transformou na Lei 13.121/2015, publicada no Diário Oficial da União de ontem.

Na mensagem sobre os vetos, a presidente alegou haver contrariedade ao interesse público ou inconstitucionalidade nos dispositivos que foram suprimidos. O Congresso terá agora 30 dias para se manifestar sobre os vetos, a partir da data de publicação da norma.

O quadro de que trata a lei é um quadro especial de funcionários com previsão de gradativo desaparecimento, pois não se permite concurso ou contratação de novos servidores após a vacância dos postos em decorrência de aposentadoria ou morte dos ocupantes.

Vínculos diferenciados 

ggrr
Jucá: muito esforço para enquadrar o maior número.

Uma emenda do senador Romero Jucá (PMDB-RR) mantida no texto assegura também a opção aos empregados que atuavam no estado e prefeituras com base em vínculos de trabalhos diversos já reconhecidos em antigo parecer da então Consultoria-Geral da República — o Parecer FC-3, de 24 de novembro de 1989. Assim, ficam também habilitados para adesão ao quadro especial, de modo comprovado, antigos cooperativados, pessoas que recebiam seus salários através de recibos, comissionados, celetistas e titulares de cargo de confiança.

— Foi um grande esforço, mas valeu todo trabalho, pois estamos fazendo justiça com esses trabalhadores e suas famílias — afirma Jucá.

Não se manteve, contudo, dispositivo que permitiria a inclusão no quadro especial dos servidores já aposentados e os pensionistas civis e militares.

Bombeiros e policiais

Quanto aos policiais militares e bombeiros que pleiteavam equiparação salarial com integrantes da mesma categoria do Distrito Federal, Jucá comentou que a emenda foi vetada por problemas legais no texto.

Porém, ele afirmou que existe o compromisso de uma reunião no Ministério do Planejamento em que defenderá aumento salarial desses servidores depois do enquadramento no quadro da União.

O fim da farra

O submundo da corrupção ficará indócil: projeto do senador Antonio Reguffe (PDT-DF) proíbe o BNDES de financiar governos estrangeiros e obras no exterior.

Em 2013 e 2014, foram R$ 3 bilhões para Venezuela, outros R$ 3 bi para Angola e quase R$ 1 bilhão para Cuba.

Jésus no TRE

ttt
Jésus Nascimento assume vaga no Pleno do TRE.

O juiz Jésus Rodrigues do Nascimento toma posse hoje como juiz do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima.

Vai ocupar o cargo por motivo de afastamento do juiz Paulo César Menezes, que atuava como titular na Corte Eleitoral, desde 4 de maio de 2011.

O Pleno do TRE tem a seguinte composição: desembargador Mauro Campello (presidente), o juiz/corregedor pró-tempore, Antônio Martins, o juiz federal Diego Leonardo Andrade de Oliveira, o advogado Jean Michetti (jurista) e a advogada Terezinha Muniz (jurista).

mariaMaria Vai à EscolaOs alunos da Escola Municipal Laucides Inácio Oliveira, localizada no conjunto Pérola do Rio Branco II, tiveram as primeiras experiências do projeto Maria vai à Escola.De forma dinâmica e interativa, as profissionais abordaram assuntos relacionados à violência doméstica contra a mulher e explicaram o que são os direitos humanos, além de entregarem cartilhas educativas para os alunos. Bem participativos, os estudantes da turma do 5º ano aproveitaram cada momento. Ao personalizar as cartilhas recebidas, cada um usou a criatividade e desenhou na capa algo que representasse o projeto.

CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: