Suspeita de simulação: junta médica da Procuradoria da República vai avaliar situação de Neudo.

Compartilhe nosso conteúdo!
Coluna da quinta || Publicada 00h12 || De Aracaju/SE
ll
Neudo pode ser transferido ainda semana para uma penitenciária federal, em Campo Grande (Mato Grosso do Sul)

Após pedido do Ministério Público Federal em Roraima, o ex-governador Neudo Campos será avaliado por junta médica oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR), a fim de que seja analisado o seu real estado de saúde, bem como esclarecidos quais são os cuidados médicos de que necessita para a transferência até a penitenciária federal de Campo Grande/MS. O pedido já foi autorizado pela Justiça Federal de Roraima e aguarda a data da avaliação, que será posteriormente divulgada.
O objetivo do diagnóstico é para que seja emitido um parecer oficial e isento a respeito do estado de saúde do ex-governador: “Se faz necessário avaliação médica levada a cabo por médicos de fora de Roraima, que não possuam nenhuma espécie de vinculação com o Governo Estadual ou com o preso, pois somente assim será possível obter um laudo imparcial a respeito dos cuidados a serem observados na transferência de Neudo até a Penitenciária Federal de Campo Grande (MS)”, destaca trecho da requisição.
Apurações realizadas pelo Ministério Público e Polícia Federal levam a crer que exista uma possível simulação de estado de saúde por parte do réu. Com a análise dessas informações e somando os fatos que motivaram a inclusão do preso no Sistema Penitenciário Federal – utilização da estrutura do Estado a fim de favorecer a fuga dele e obstruir o trabalho do MPF, da PF e da Justiça –, o MPF/RR concluiu que “a alegada vulnerabilidade do estado de saúde do preso pode representar mais um favorecimento indevido de Neudo Campos por parte de autoridades estaduais, na tentativa de adiar ou até mesmo frustrar a ordem de transferência para a Penitenciária Federal”, detalha trecho da ação.
O MPF abriu também procedimento para investigar possível tratamento privilegiado conferido a Neudo Campos, atualmente internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Roraima (HGR), em detrimento dos demais pacientes. Segundo informações prestadas pela Polícia Federal, o paciente Neudo Campos, com o auxílio de profissionais do HGR, estaria simulando uma situação de grave debilidade física com o propósito de se esquivar da aplicação da lei penal. A PF continuará com a apuração, podendo inclusive representar pela prisão preventiva de outros servidores que estejam criminosamente favorecendo o ex-governador.

Governo nega regalias
jjjjj
Instante em que o ex-governador chegava para ser internado no HGR. Foto g1/RR.

A Secretaria estadual de Saúde esclareceu que o Hospital Geral de Roraima (HGR) dispõe de normas rígidas quanto à visita aos pacientes internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), às quais são restritas a familiares (ou pessoas indicadas por eles). A equipe médica e os profissionais de saúde têm acesso liberado ao local.

Sobre o tempo de permanência dos visitantes, esclarecemos que os pacientes podem ser visitados pela manhã (das 11h às 11h30) e à tarde (das 16h30 às 17h). s visitas ao paciente Neudo Campos foram, inclusive, restritas a esposa e filhos, por indicação médica.

A direção do HGR esclarece que por questões de segurança e para garantir a tranquilidade dos pacientes, visitas fora deste contexto podem ser, excepcionalmente, autorizadas. Esclarece ainda que no momento da internação de Neudo Campos havia três leitos vagos na UTI-1, sendo inverídica a afirmação de que outro paciente teria sido removido para dar lugar ao ex-governador.

Caso Jucá pode ser arquivado

lll
Presidente do Conselho de Ética não viu crime algum na fala de Romero Jucá.

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), sinalizou que deve arquivar a representação do PDT que pede a cassação do mandado do senador roraimense Romero Jucá (PMDB). O pedido foi assinado pelo senador Telmário Mota (PDT).

Jucá se afastou do Ministério do Planejamento depois que foi envolvido em uma gravação clandestina onde ele faz citações à Operação Lava Jato. João Alberto pediu um parecer à Advocacia-Geral do Senado para embasar sua decisão.  Ele disse o caso é diferente do que levou à cassação do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) no dia 10 de maio.

Não vejo muita semelhança. No caso do nosso amigo Delcídio, tinha agravante, que levou o plenário do Senado a acatar a decisão do Supremo pela prisão. Nesse caso (do Jucá), não tem nada disso”, disse o presidente do colegiado.

As mordomias de Neudo

O Ministério Público Federal em Roraima revelou que o ex-governador Neudo Campos desfrutava de um certo conforto na cela em que estava recolhido na sede da PF.

Antes de ser levado com crise de transtorno ao Hospital Geral, ele estava alojado em uma suíte com cama, banheiro, ar condicionado e TV à cabo.

Portanto não tinha do que reclamar.

Moção sem apoio
llll
Para George Melo, moção de apoio nesse caso não tem o menor cabimento.

Ontem, aqui em Aracaju, onde está concentrada a maioria dos deputados estaduais do Brasil para o congresso da Unale, o que tomou conta das rodas de conversas entre os deputados roraimenses era a tal moção de apoio a Neudo, sugerida na Assembleia pelo grupo governista.

O deputado George Melo, que lidera a turma da oposição, simplificou sua manifestação sobre a ideia: “uma vergonha”, para emendar: “não tem cabimento concedermos moção de coisa alguma a alguém que estava foragido e que se encontra preso acusado em uma sucessão de crimes”.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Melo afirmou que a iniciativa sequer chegou ao Plenário.

Independência já… 
lll
Deputado Soldado Sampaio pode comandar grupo independente na Assembleia.

Encontra –se em plena maturação a formação de um grupo de deputados que promete vestir a capa da independência.

Capitaneada por deputado Soldado Sampaio (PC do B), a turma surgirá de uma defecção com os já formados grupos governistas, liderados por Mecias de Jesus e Brito Bezerra.

Será liderado por Sampaio e terá Evangelista Siqueira, Chicão da Silveira, Dhiego Coelho e Valdemir da Acta. Todos eles, óbvio, descontentes com o tratamento que recebem do Palácio Hélio Campos.

Rediscutindo Brasil
lll
Chagas defende maior fortalecimento dos parlamentos estaduais com maior pode de fiscalização.

Uma caravana com 13 deputados estaduais roraimenses se encontra em Aracaju (SE) participando ativamente da 20ª Conferência da União dos Legislativos Estaduais (UNALE), cujo tema deste ano é “Rediscutindo o Brasil”, baseada naquela filosofia de fortalecimento do Pacto Federativo.

No primeiro encontro com os presidentes das Assembleias, antes da solenidade de abertura, todos defenderam maior fortalecimento dos parlamentos estaduais.

Durante o Encontro do Colegiado de Presidentes das Assembleias dos Estados da Federação, ocorrido na Universidade Tiradentes, o 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Coronel Chagas (PRTB), reforçou a importância da aprovação da PEC 047/2012, que propõe mudanças no Pacto Federativo e dá autonomia para os estados legislarem sobre determinados temas que atualmente são privativos da União. “Temos um dever constitucional que além de legislar é o de fiscalizar”, disse Chagas.

Escandalização do nada

Em Brasília não se fala em outra coisa: a histeria da imprensa que vem derrubando ministros e pregando o maior terror no governo de Michel Temer.

As conversas clandestinas gravadas por Sérgio Machado derrubaram dois ministros que não cometeram ilícito nenhum.

Romero Jucá e Fabiano Silveira pediram demissão. Se eles fizeram alguma outra coisa errada, não sei. A razão por que caíram é ridícula.

Fixação ridícula
lll
Telmário não tem feito outra coisa senão criar desavenças com Jucá.

O eleitor que votou em Telmário Mota em 2014 compreendia que estava delegando poderes para um senador da República representá-lo em Brasília.

Ledo engano, despacharam para a capital do pais um louco cuja ocupação principal é produzir pinimbas e enfrentamentos dispensáveis com o senador Romero Jucá.

Não faz outra coisa senão atiçar sua rixa com o colega roraimense. E por conta disso Roraima segue deficitário com menos um senador. Lamentável…

1,4 milhões de votos

O Ministério Público Federal identificou pagamentos irregulares do Bolsa Família no valor de R$ 2,5 bilhões efetuados entre 2013 e 2014.

Segundo o MPF, o total de pagamentos realizado abrangeu cerca de 1,4 milhão de pessoas, quase 100 mil só em Roraima.

Isso é muito mais do que uma simples irregularidade – é desvio de dinheiro público para comprar votos.

Puxa e encolhe na Câmara
lll
Thiago tomou posse, fez festa mas não segurou como vereador de Boa Vista.

O presidente da Câmara de Vereadores, Edilberto Veras, voltou atrás de sua mais recente trapalhada: havia empossado indevidamente o suplente de vereador Thiago Fogaça no lugar de Adelino Veras, afastado por 180 por envolvimento em desvio de dinheiro do parlamento mirim.

A lei é clara: o suplente só assume quando é decretada a vacância do cargo, o que não o caso. Ai com a intervenção do juiz Cesar Henrique Alves, da Vara da Fazenda, a vaga de Adelino continua aberta até que ocorra o julgamento final da ação.

O afastamento do vereador Adelino Neto se deu por meio de decisão judicial do juiz titular da 2ª Vara da Fazenda Pública, sem prejuízo do subsídio mensal, e que a qualquer tempo poderá ser reintegrado, dependendo de decisão judicial.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts