Telmário anuncia hoje rompimento com o Governo de Suely.

Compartilhe nosso conteúdo!

A Coluna de Hoje | Boa Vista,RR | Publicada 00h23

lll
INDEPENDÊNCIA | Telmário enumera uma série de questões para justificar seu afastamento do grupo da governadora Suely.

A história se repete e a pedra já havia sido cantada: fui convidado ontem à tarde para uma entrevista, hoje às 10 horas, na sede do PDT com o senador Telmário Mota. E o assunto foi logo ante mão adiantado: ‘vamos decretar independência política no Estado’. Ou seja o senador Telmário Mota vai formalizar seu rompimento com o grupo da governadora Suely Campos, que lhe deu suporte na eleição passada. A postura de Telmário é reincidente e recidiva, pois fez o mesmo com o ex-governador José Anchieta Junior e com o próprio Neudo Campos na campanha de 2010.

Telmário vai alegar descumprimento de agendas, acordos e compromissos assumidos na campanha, principalmente no segundo turno. A pauta dos assuntos que serão tratados já avisa que o senador vai disparar uma ‘bomba’ com efeitos devastadores na direção do Palácio Senador Hélio Campos. Ele fala de independência, traduzindo, ‘rompimento’ da aliança com o grupo de Neudo Campos. E reforça que não foi feita uma auditoria nas contas do Governo de Anchieta, condena o nepotismo, desaprova o desprestígio em relação ao empresariado local, bombardeia a ‘importação’ de secretários, principalmente de João Pizzollati e dará o tiro de misericórdia na questão do corte de milhares de famílias, dispensadas do programa crédito social.

Excetuando o caso de João Pizzollati e o nepotismo – contratação excessiva de parentes – as demais questões são perfeitamente toleráveis do ponto de vista político. Tudo isso vai ser alegado por Telmário Mota para justificar sua saída do grupo governista. Ele diz que, na verdade, vai assumir uma posição de independência em relação ao Governo de Roraima, mas todos já viram este filme. Resta certo mesmo que o roteiro e o script da trama foram certamente construídos pelo genial Telmário antes mesmo da vitória de Suely naquela eleição de 2014.

Histórico de infidelidade
TODOS JUNTOS | Em 2014 Telmário apoiou a candidatura e Suely junto com Ângela.
TODOS JUNTOS | Em 2014 Telmário apoiou a candidatura e Suely junto com Ângela.

O caráter político de Telmário, hoje senador, é anfibológico, dúbio e impreciso. Seu histórico de alianças na política mais ambíguo ainda. Na campanha de 2010 ele apoiou Neudo Campos no primeiro turno e depois correu para se agarrar com José Anchieta na segunda etapa.

Foi beneficiário de inúmeras sinecuras (benesses) na administração do Zé e não deu outra. Feito escorpião, largou Anchieta e se juntou com Neudo novamente em 2014, porque viu ali uma chance de subir no pedestal. Ganhou a eleição e agora está voltando ao seu ‘estado natural’.

Será que Telmário tá certo em tudo o que faz, em nome da moralidade que ele tanto prega. Ou é o povo de Roraima que é burro mesmo?

Suely veta o orçamento
llll
REJEIÇÃO | A governadora vai anunciar hoje que o Orçamento de 2016 será vetado.

Embora não tenha sido publicada no Diário Oficial do Estado – o DOE circulou pela última vez em 30 de dezembro passado – a Lei Orçamentária Anual (LOA), que fixa receitas e despesas no Orçamento Geral do Estado para 2016, será rejeitada pelo Governo.

O anuncio do veto – não se sabe se integral ou parcial -, será feito hoje pela governadora Suely Campos (PP), às 11 horas em entrevista coletiva no Palácio Senador Hélio Campos.

Aprovado no dia 23 de dezembro pela Assembleia Legislativa, em uma Sessão tumultuada, o Orçamento não agradou o comando governista porque foi definido um acréscimo mensal de R$ 10 milhões por mês nos repasses dos poderes. Hoje a Assembleia de Roraima representa 5,39% do orçamento, com volume estimado para este ano em torno de R$ 200 milhões.

Como que Roraima, que tem uma economia insípida, paga um percentual maior do que estados mais desenvolvidos economicamente? Nós não teremos condições de bancar o Duodécimo nesse patamar”, questiona a governadora.

Os 12 independentes +1
lllçç
13º DEPUTADO | O voto do presidente decide a votação na questão do Orçamento.

O veto ao Orçamento pela governadora Suely colocará deputados novamente no fronte de guerra.

Mas a probabilidade é de derrubada do veto. Porque há três grupos definidos: os 12 independentes que já foi um dia G-14, liderado por George Melo, e mais dois, seis liderados por Mecias de Jesus e três sob o comando do deputado Soldado Sampaio.

Mas como a aprovação ou rejeição da matéria necessitam de 13 votos, os independentes certamente contarão com o reforço de Jalser Renier, o fiel dessa balança. Logo, o veto será derrubado e o Orçamento promulgado pela Mesa Diretora. Essa é a lógica.

A base é o superávit
llll
VALOR NORMAL | Xingu diz que não há nada de excepcional no aumento do Duodécimo

O deputado Jânio Xingu, que relatou o Orçamento estadual, não aceita as exprobras da governadora sobre os valores fixados. Ou seja, diz que as críticas não fazem o menor sentido.

Sobre o acréscimo de cerca de R$ 10 milhões no duodécimo dos poderes constituídos, ele aponta uma explicação técnica: ‘esse valor foi fixado com base no superávit do exercício de 2015. Não tem nada de excepcional’.

Questionado sobre qual Orçamento está em vigor atualmente, o parlamentar esclareceu que é o de 2016, aprovado no dia 23 de dezembro na Assembleia Legislativa.

Orçamento em vigor
lllllll
VALIDADE | George Melo diz que o Orçamento em vigor é o que foi aprovado agora.

Para o deputado George Melo, a questão do Orçamento está sacramentada: ‘o que vale é o Orçamento que aprovamos. Se a governadora está ainda executando o Orçamento anterior, está errada’.

Para ele apesar de não ter sido publicado no Diário Oficial do Estado, o projeto aprovado teve sua divulgação legal no Diário do Poder Legislativo. “Isso é o bastante para validá-lo”, disse.

Barras da Justiça
lll
MECIAS | Deputado defende que sessão que aprovou Orçamento na Comissão seja anulada.

As desavenças sobre o Orçamento estão longe de abolir o clima de cizânia entre governistas e situação. Dois dias após a Sessão da Assembleia, em Dezembro, os deputados Mecias de Jesus e Soldado Sampaio cuidaram de judicializar a votação do Orçamento.

Na ação os dois pedem que a aprovação seja anulada já no berço, na Comissão Mista de Orçamento, Fiscalização Financeira, Tributação e Controle. Alegam ilegalidade regimental na composição da Comissão, com a deposição indevida do deputado Diego Coelho.

A ação 00152768/8 estava com o desembargador Leonardo Cupello, que entrou de férias. Ai foi redistribuída para a desembargadora Tânia Vasconcelos.

Pizzollati, o contrabandista…
lll
PISTOLA | Pizzollati é acusado de portar arma ileal contrabandeada do Paraguai.

O ano novo não revelou coisas boas para Joao Pizzollati o secretário extraordinário de Promoção de Investimentos. Foi novamente denunciado na operação Lava Jato por outro parceiro delator e agora é estampado nos jornais do sul como contrabandista de armas.

Uma operação da PF, em uma de suas propriedades em Santa Catarina, encontrou uma pistola automática Ponto 40 sem registro e municiada para disparar. Descobriu-se que a pistola foi contrabandeada do Paraguai.

A pedido da Procuradoria Geral da União, Pizzollati será indiciado por porte ilegal e contrabando de arma de fogo. E o inquérito será instaurado aqui na PF de Roraima. Só assim ele virá com mais frequência a Roraima.

O apelo da prefeita
lll
TERRENOS BADIOS | Tressa pede que donos cuidem da limpeza para evitar doenças.

Como sempre faz a prefeita Teresa Surita utilizou sua conta no Facebook para apelar ao bom senso dos donos dos terrenos baldios em Boa Vista, para mantenha-os sempre limpos.

“A Prefeitura tem realizado sua parte com muito empenho, mas para que nossa cidade fique melhor é necessária a participação de todos.  Manter os ambientes limpos é muito importante, ainda mais nesse período de luta contra o Aedes Aegypti, responsável pela transmissão da dengue, do Zika e Chikungunya. Por isso, peço aos donos de terrenos que façam suas manutenções periódicas para mantermos Boa Vista uma cidade livre dessas doenças. Juntos somos mais fortes! Agradeço”, disse.

lllll
O RETORNO | A Polícia Militar fez a escolta dos índios Yanomami para suas aldeias na região do Ajanari, em Mucajai.

De volta para casa | Preocupado com a situação de um grupo de índios Yanomami que perambulava pelas ruas de Mucajai, o Governo de Roraima decidiu agir. Junto com a Funai promoveu o traslado de 12 famílias para suas malocas da região do Ajanari. Os índios foram transportados em ônibus, escoltados pela Polícia Militar. Evitou-se assim uma tragédia urbana, envolvendo os indígenas que fogem de suas aldeias  porque não recebem assistência adequada e regular da Funai.

Acabou o prazo
llll
APROVADO | Servidores públicos festejaram a aprovação do Plano na Assembleia.

O prazo para a governadora Suely Campos (PP) sancionar ou vetar o PCCR – Plano de Cargos, Carreira e Remuneração – dos servidores do quadro geral do Estado de Roraima termina hoje, 8.

A proposta foi aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Roraima, na sessão do dia 10 de dezembro de 2015, e vai beneficiar quase 5 mil servidores que terão direito a reajustes salariais e progressões funcionais.

Conforme o Regimento Interno do Poder Legislativo, o Executivo tem o prazo de 15 dias úteis, que se encerra amanhã, para sancionar ou vetar o projeto, após o recebimento. Terminado esse prazo sem manifestação, compreende-se que a governadora concorda com a proposição, de acordo com o artigo 253, e isso implicará em sanção. Se for vetado, retorna para nova discussão e votação.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts