Telmário e suplente zombam da cara dos roraimenses. Thiéres ‘torrou’ verba com gasolina sem ter vindo a Boa Vista.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Boa Vista,RR | Publicada 00h14
ll
Demonstrativo de gastos com combustíveis de Thiéres Pintos (suplente de Telmário) em Boa Vista nos meses de janeiro e fevereiro. 

Quem elegeu Telmário Mota certamente o fez achando que o discurso de campanha, versado na moralidade, serviria de esteio para balizar o caminho do senador  pelos labirintos de Brasília. O que se verifica é justamente o contrário, um senador fanfarrão, desatinado, absolutamente desprovido de qualquer comprometimento com o desenvolvimento de Roraima muito menos com as necessidades do povo.

Telmário desdenha tanto do povo roraimense que ausentou-se do mandato – sabe-se lá porque – para premiar [só pode] o suplente, um aventureiro paraquedista que quase não vem a Roraima nem mesmo nesses dias de mandado tampão. Thiéres Pinto de Mesquita Filho, um cearense radicado há anos em Brasília, permanece senador até o dia 15 de abril quando expede a licença de Telmário, mas, pasmem, vem torrando a verba indenizatória da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar com aquisição de gasolina, muita gasolina, em postos locais sem ter vindo a Boa Vista no período do consumo.

Isso mesmo, Thiéres apresentou diversas notas de consumo de combustível, de quase R$ 25 mil reais nos últimos três meses, segundo consta no Portal da Transparência do Senado Federal. O que isso significa? Ora, Telmário além de desdenhar da cara do roraimense ainda agregou um contrapeso ao espetáculo circense em cujo picadeiro estão ele e o suplente. É bom lembrar que foi no mês de janeiro – em pleno recesso – que Thiéres gastou o maior volume da verba do Senado comprando gasolina. Deve tá bebendo, só pode…

Nesses quatro meses de Thiéres como senador, ele não fez um pronunciamento em defesa de algo que interesse a Roraima, não visitou nenhum um município, não apresentou projetos, não fez nada, absolutamente nada. ZERO. A prova de que as atitudes de Telmário são rejeitadas pelo povo roraimense é que ele foi xingado ontem na Assembleia Legislativa, em audiência púbica para discutir a reforma da previdência. Foi vaiado e chamado de golpista. E nas redes sociais, onde aparece fazendo malabarismo grotesco, só leva peia.

Mais zombarias de Telmário
ll
Os dois ‘senadores’ do PTB em audiência com o ministro da Justiça, em Brasília.

Telmário está de licença – o período ‘sabático’ acaba no dia 15 de abril – e que diabos ele faz em Brasília visitando ministro e anunciando benefícios para Roraima?

Se Thiéres – mamulengo de Telmário é o senador – é Thiéres quem deve ir aos encontros oficiais e defender aquilo que é do interesse dele ou eventualmente do interesse de Roraima.

Telmario debocha tanto da cara dos roraimenses que ele próprio postou um vídeo na sua página no Facebook durante audiência com o ministro da Justiça, Omar Serraglio: “Aqui os dois senadores do PTB de Roraima, Telmário e Thiéres, reivindicando recursos para Roraima”.

E desde quando o PTB de Roraima tem dois senadores, hein Telmário?. Seria um caso inédito onde Roraima seria o único estado da Nação com 4 cadeiras no Senado. É brincadeira…

Sucatóptero: gasolina para quê?
Uma das ultimas aparições do Esquilo nos jardins do Palácio. A aeronave sumiu há tempo.
Uma das ultimas aparições do Esquilo nos jardins do Palácio. A aeronave sumiu.

As aeronaves do Governo de Roraima – dois jatinhos Learjet, um King-Air Super-200 e um helicóptero Esquilo – estão hangarados, sucateados ou desmontados sabe-se lá onde – mas a queima de combustível no Hangar do Estado continua em alta.

A Comissão Permanente de Licitação do Estado anunciou a contratação – pela modalidade Registro de Preços – de empresa especializada em fornecimento de combustíveis de aviação: gasolina (Avgas-100) e querosene (Qav-1) utilizados justamente por helicópteros e aviões.

Valor da brincadeira: R$ 1.555.600,00 (um milhão quinhentos e cinquenta e cinco mil e seiscentos reais), inicialmente para um período de 12 meses.

Lá vem bomba
lll
Corpos dos presos assassinados na PAMC, em Janeiro, são recolhidos por funcionários do IML.

As famílias dos 64 presos mortos no sistema prisional maranhense de janeiro de 2013 a janeiro de 2014 receberão R$ 100 mil cada uma de indenização do Estado.

A decisão, em primeira instância, é da 3ª vara do TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª região. A decisão segue o entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) de que o Estado é o responsável pela morte de detentos dentro de presídios.

Essa decisão certamente será estendida ao Estado de Roraima que testemunhou uma carnificina na Penitenciária Agrícola, no mês de janeiro. Se for condenado por danos morais, o Governo de Roraima vai desembolsar uma quantia vultosa com indenizações e custas processuais.

Só em 2017, a guerra de facções criminosas dentro de penitenciárias já deixou mais de 120 mortos no Amazonas, em Roraima e no Rio Grande do Norte, expondo a crise do sistema carcerário brasileiro.

PEC 199: ficou para depois, de novo…
ll
Maria Helena está encontrando dificuldades para colocar a matéria da PEC 199 em votação.

De Brasília vem a notícia não muito afortunada: a força dos nossos deputados não está sendo suficiente para convencer o plenário da Câmara Federal a votar a tão sonhada e esperada PEC 199, que trata sobre a inclusão dos servidores dos ex-Territórios de Roraima e Amapá nos quadros da União.

Na quarta-feira passada, dia 9, houve articulação nesse sentido. Mas decidido na reunião do Colégio de Líderes que na pauta daquele dia entrariam apenas matérias definidas como prioritários pela bancada feminina em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

E nessa toada a matéria vai se perdendo pelo meio do caminho sem a devida segurança de que será votada nos próximos dias. Mas a relatora Maria Helena (PSB) acha que é possível incluir a matéria para votação na pauta da semana que vem.

Luz solar para os indígenas
ll
A Usina Fotovoltaica é suficiente para abastecer todas as residências da famílias da comunidade Darora.

A comunidade indígena Darora, localizada no Baixo São Marcos, município de Boa Vista, é a primeira região da capital a receber energia pública limpa por meio de painéis solares, baterias e equipamentos de última geração.

A iniciativa é da Prefeitura de Boa Vista e vai beneficiar cerca de 50 famílias que antes conviviam com energia elétrica por meio de geradores.

A energia será gerada por uma Usina de Geração Fotovoltaica de 30 quilowatts (Kw) de potência, com capacidade para atender toda a demanda de iluminação pública da comunidade.

As sobras de energia, armazenadas pelas baterias, serão utilizadas nas duas escolas da região, incluindo a escola municipal Vovó Tereza da Silva que atende 49 alunos, e ainda abastece de forma racionada as 50 casas da comunidade.

Para Teresa, haverá ampliação 
ll
A Prefeita Teresa disse que a ideia é ampliar esse projeto da luz solar para escolas e postos de saúde.

Para a prefeita Teresa Surita, que inaugurou a usina na noite de quinta-feira, 9, com a presença de secretários municipais, vereadores e moradores da região, o investimento vai garantir que as famílias tenham energia pública a noite toda.

São aproximadamente 600 metros de rede elétrica de baixa tensão, construída com postes de concreto e 20 luminárias LED (modernas e econômicas) de 40 watts para fornecer iluminação pública. Antigamente, a energia elétrica no local era fornecida por gerador movido a diesel, que funcionava somente algumas horas durante o dia e à noite e tinha custos com manutenção. Cerca de 1.500 litros de diesel por mês eram utilizados nos geradores.

Estamos solucionando um grande problema da comunidade. Com a usina em funcionamento, a população terá abastecimento de energia elétrica, pública, sem interrupções. A ideia, futuramente, é ampliar esse projeto às escolas, postos de saúde e outras repartições públicas como forma de gerar energia limpa e econômica”, disse a prefeita.

PEC da Previdência em debate
ll
Audiência Pública de ontem reuniu autoridades e sindicalistas para debater a PEC da Previdência.

Uma carta contra a PEC da Reforma da Previdência – nos moldes em que o Governo Federal propõe – é o resultado da audiência pública realizada na manhã de ontem no Plenário da Assembleia Legislativa.

O documento será encaminhado à bancada federal de Roraima, como forma de fazer os senadores e deputados entenderem, uma vez que representam o Estado, que a vontade dos trabalhadores é que a Proposta à Emenda à Constituição nº 287/2016 não seja aprovada, sem antes passar por uma ampla discussão juntos aos principais beneficiários: a classe trabalhadora.

Dessa audiência sairá um documento direcionado à bancada federal de Roraima, inclusive com um abaixo-assinado dos trabalhadores, para que eles tomem ciência sobre a posição de Roraima. Essa audiência tem como intuito sensibilizar a bancada federal de Roraima, senadores e deputados, por meio dos trabalhadores representados por essas entidades, para abrir uma discussão ampla sobre a Reforma da Previdência”, disse o autor do requerimento da audiência pública, deputado Soldado Sampaio (PCdoB).

Todos contra a reforma
l
A calçada do prédio da Assembleia foi transformada em funerária durante o protesto de ontem.

Caixões e cruzes expostas em frente a Assembleia Legislativa de Roraima foram a maneira que os trabalhadores de diversas categorias, organizados por meio de sindicatos de classe, apresentaram ontem de manhã demonstrando a indignação com relação a PEC 287.

Intitulada popularmente como ‘PEC da Morte’, a PEC da Previdência, segundo reclamam os sindicalistas, não está sendo discutida com os trabalhadores.

O Plenário da Assembleia foi tomado por representações de todos os sindicatos classistas de Roraima numa grande corrente contra a aprovação da medida.

ll
A vacina contra a febre amarela é oferecida gratuitamente pela Prefeitura de Boa Vista nos postos de saúde.

Há vacina contra a febre amarela | Prefeitura de Boa Vista disponibiliza em todas as unidades básicas de saúde, de forma gratuita, a vacina contra a febre amarela. A vacina deve ser tomada por todas as faixas etárias, com início nos 9 meses de idade. O reforço deve ser feito aos 4 anos. No caso dos adultos, a vacina é administrada em duas doses, com intervalo de 10 anos. Pessoas que nunca tomaram a vacina e estão programando viagens para regiões silvestres, rurais ou de mata dentro das áreas de risco devem se vacinar 10 dias antes. Em regiões endêmicas para febre amarela, como é o caso de Boa Vista, a vacina está disponível rotineiramente todos os dias do ano. Os usuários podem procurar uma unidade de saúde mais próxima para fazer a vacinação. É importante apresentar um documento com foto, o cartão do SUS e o cartão de vacina. A vacina não é aconselhável para crianças menores de 6 meses, alérgicos a ovo de galinha e seus derivados e a outros componentes da vacina. Pessoas com HIV, transplantados, pacientes com tratamento de câncer e com imunodeficiência também não devem se vacinar. Gestantes e pessoas acima de 60 anos devem ter cuidado na hora de tomar a vacina, é necessário passar por uma avaliação médica antes da imunização.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts