Teresa veta projeto que discrimina imigrantes. Mas Maurícélio promulga lei inconstitucional.

Compartilhe nosso conteúdo!

A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB) vetou um projeto de lei xenófobo que limita o atendimento a pessoas venezuelanas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital e institui um percentual obrigatório de atendimento de 50% para brasileiros.

Teresa usou sua conta no Twitter para justifica o veto. Disse que “o atendimento é igualitário a todos nos serviços públicos do município, independente da nacionalidade ou de qualquer outra situação”.

O projeto de lei vetado por Teresa é de autoria do vereador Júlio Cezar de Medeiros (Podemos), que diante de queixas de brasileiros de que não encontravam vagas nos postos de Saúde de Boa Vista, quis fixar um percentual obrigatório de 50% para atendimento de brasileiros nos postos de saúde da capital.

Mas, apesar de conter vícios claros de inconstitucionalidade, a lei foi promulgada ontem pelo presidente da Câmara de Vereadores, Mauricélio Fernandes, que é do mesmo Partido da prefeita, o MDB.

Antes da promulgação, antes da promulgação, Mauricélio reuniu os vereadores que derrubaram o veto imposto por Teresa, em Sessão Extraordinária já que a Câmara está de recesso.

A proposta, de autoria do vereador Júlio Cezar de Medeiros (Podemos) é inconstitucional, mas mesmo assim foi aprovada pelos vereadores como forma de protestar contra a inércia do Governo Federal quando à falta de soluções pra os efeitos da crise migratória em Boa Vista.

Contatos – www.peronico.com.br– emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts