TERRA LIVRE: Joênia Wapichana comandará ato de resistência ao projeto de mineração em terra indígena.

Compartilhe nosso conteúdo!

A 16ª edição do Acampamento Terra Livre já tem data para acontecer. Segundo a deputada Joênia Wapichana (Rede), de três a cinco mil lideranças indígenas devem estar em Brasília nos dias 27, 28 e 29 de abril. Dentre as principais pautas estão a defesa da Amazônia, demarcação de terras indígenas e luta contra o projeto de mineração em terras indígenas.

Para Joênia manifestações como o Terra Livre são essenciais para combater os ataques do governo de Jair Bolsonaro contra a democracia.

“A ideia é dizer que nós não estamos alheios a qualquer ato que possa colocar em risco a democracia no país”, declarou.

Para a deputada, o projeto de lei de mineração em terras indígenas, enviado pelo chefe do Executivo para a Câmara, sem o diálogo com os povos atingidos, é uma demonstração do autoritarismo do governo.

“Ele [Jair Bolsonaro] prefere adotar do totalitarismo para dizer que tem que abrir as terras indígenas para os garimpos, que são inconstitucionais”, declarou. “É absurdo vir de uma pessoa que é autoridade maior, tentar regularizar uma atividade que é ilegal”, disse a deputada.

A parlamentar também relembrou os recentes ataques que o presidente tem feito contra o Congresso e os defensores do meio ambiente. “Ele tem feito vários declarações contra a democracia, contra o meio ambiente, contra a Amazônia”, criticou a congressista.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts