TRE julgou 99,05% dos pedidos de registro de candidatos em Roraima. Em Boa Vista, Márcio Junqueira continua indeferido.

Compartilhe nosso conteúdo!

A Coluna de Hoje | Publicada 00h13

lll
Sessão do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de ontem: 1.770 registros já foram julgados de candidatos em todo o Estado.

A 17 dias da eleição de outubro o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE) julgou ontem seis recursos de registros de candidatura referentes às eleições municipais de 2016. Os candidatos a vereador pelo município de Boa Vista, Adaires Cavalcante Lima (PP), Ernildo Gleisson Rodrigues da Silva (PV), e pelo município do Cantá, Sílvia Aurélia Lobo de Matos (PP) tiveram os recursos indeferidos pela Corte Eleitoral. Já os candidatos a vereador pelo município de Normandia Valto Januário Raposo (PDT), Venâncio de Oliveira Servino (PC do B) e Alessandro Leipnitz Domingues (PTC) tiveram os recursos de registros de candidatura deferidos na sessão desta quarta-feira. 

De acordo com dados do TRE, dos 1.787 pedidos de registro de candidatura no Estado, os juízes eleitorais julgaram 1.770, o que corresponde a 99,05% dos processos autuados. A Justiça Eleitoral deferiu 1.530 registros e indeferiu 160 candidaturas. Do total, 46 candidatos tiveram o registro indeferido com recurso, um deferido com recurso, um cancelado e foram homologadas 33 renúncias.

Conforme explicou o secretário judiciário do TRE, Alex Fin, ainda existem 17 pedidos de registro que não foram julgados devido a alguma pendência em relação à documentação ou foi apresentada alguma ação de impugnação. Consta na página de registros de candidaturas do TSE que o candidato a prefeito de Boa Vista Márcio Junqueira (PRÓS) ainda não teve o registro homologado. Aparece como indeferido com recurso.

O debate na TV Roraima
teresacampannah
Teresa Surita – em campanha – é a única que tem condições de participar do debate entre candidatos na TV Roraima.

A TV Roraima [afiliada da Rede Globo] apresentou ontem as regras do debate entre os candidatos à prefeitura de Boa Vista, que será realizado no dia 29 de setembro [2 dias antes da eleição dia 2 de outubro] no estúdio da emissora, após a novela das 9.

Vão participar do debate todos os candidatos de partidos com mais de nove cadeiras na Câmara dos Deputados ou que alcançarem pelo menos 5% na próxima pesquisa de intenção de voto do Ibope.

Pelo critério da representação partidária na Câmara, apenas 5 candidatos estão habilitados ao debate da TV Roraima: Teresa Surita (PMDB), Roberto Ramos (PT), Sandro Baré (PP), Jeferson Alves (PDT) e Abel Galinha (DEM). Os demais Alex Ladislau (PRP), Márcio Junqueira (PRÓS), Luís Oca (PSOL) e Kalil Coêlho (PV) estarão de fora.

E se for pelo critério de avaliação pela pesquisa do Ibope, ai que vem o inusitado: não haveria debate porque apena Teresa Surita obteve o índice: 70%. Quem mais se aproxima da prefeita é Sandro Baré com míseros 3%.

Abel deu um gás na campanha
ll
Abel Galinha relacionou vários nomes como doadores individuais para a sua campanha.

O deputado Abel Galinha, candidato do DEM à Prefeitura de Boa Vista deu um gás financeiro na campanha.

Inicialmente ganhara R$ 450 mil do Fundo Partidário do DEM. Mas juntou ao montante outros R$ 63.505,00 (perfazendo R$ 513 mil). As doações de agora vieram de pessoas físicas. São 31 doadores ao todo.

Abel torna-se na escala de gastos de campanha o segundo que mais arrecadou até agora, sendo suplantado apenas pela prefeita Teresa Surita (PMDB) que até agora ganhou R$ 644.783,91 dos diretórios nacional e regional do seu partido.

E o dinheiro vai aparecendo
ll
O candidato Luís Oca declarou arrecadação de R$ 8 mil oriunda do fundo Partidário.

Outro que deu uma injetada de dinheiro em sua campanha foi o advogado Alex Ladislau (PRP). Inicialmente declarara R$ 150 mil originários de receitas próprias. Ganhou mais R$ 22 mil de doações de pessoas físicas.

Os candidatos Roberto Ramos (PT) e Luís Oca (PSOL) finalmente mostraram a cor do dinheiro. Ramos declarou R$ 50 mil e Oca R$ 8 mil, doações vindas dos diretórios partidários e de fontes individuais.

O candidato Kalil Coelho (PV) aumentou o volume de dinheiro de R$ 113 para mil R$ 121 mil. Sandro Baré (PP) foi de R$ 104 mil para R$ 150 mil e o roliço Jefferson Alves (PDT) mantém seus míseros R$ 20 mil. O único que continua fazendo campanha a custo zero é Márcio Junqueira (PRÓS) que não declarou 1 centavo sequer.

A greve barrada
lll
A greve dos servidores de enfermagem foi considerada ilegal pelo desembargador Mozarildo Cavalcanti.

Durou exatamente uma semana a greve dos servidores de enfermagem do Estado. O desembargador Mozarildo Cavalcanti mandou suspender a paralisação deflagrada no último dia.

Segundo entendimento do magistrado, o risco de dano ficou comprovado, uma vez que com a paralisação das atividades dos profissionais de enfermagem, são gerados inúmeros transtornos para os cidadãos que dependem do serviço público de saúde para realização de consultas, exames, cirurgias, entre outros tipos de atendimento.

A decisão obriga ainda que os servidores estaduais da Saúde, tanto da capital quanto do interior, retornem às suas funções no serviço público no prazo de 24 horas. A decisão liminar estabelece multa diária de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento.

A avaliação do secretário 
lll
César Penna disse que a paralisação prejudica o atendimento nas unidades da saúde do Estado.

Na avaliação do secretário estadual de Saúde, César Penna, em função da paralisação, vários pacientes estão internados, aguardando cirurgias sob o risco de sofrerem uma piora em seus quadros clínicos. “O retorno destes profissionais às suas atividades é fundamental para acabar com o sofrimento de centenas de pessoas que estão aguardando para realizarem suas cirurgias”, enfatizou.

Penna disse que antes mesmo de qualquer indicativo de paralisação, a pasta já mantinha um diálogo aberto com os sindicatos e desde março, realizou 12 reuniões de negociações com a classe.

O secretário ressalta ainda que a Sesau é a única Secretaria que dispõe de um fórum de negociações permanente, para discutir e negociar mensalmente, todas as demandas dos sindicatos representativos das classes que atuam na saúde. Dos 10 itens da pauta de reivindicações do sindicato, sete foram atendidos pela Sesau.

Telmário acertou uma. Aleluia!
ll
Veículos elétricos nacionais terão IPI isento, segundo o projeto do senador Telmário Mota. 

O senador Telmário Mota (PDT) mudou da água suja para o vinho. Acaba de apresentar um projeto que isenta de Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI – quem optar por comprar veículos elétricos nacionais. De acordo com o projeto, serão beneficiados automóveis elétricos ou híbridos – com um motor de combustão interna e outro motor elétrico.

Segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), em 2015 foram emplacados no Brasil 846 veículos híbridos ou elétricos, todos produzidos no Japão ou México. A intenção do senador com o projeto é incentivar a fabricação nacional desse tipo de veículo.

A diversificação da indústria automobilística é uma oportunidade para o desenvolvimento de novas atividades no território nacional, bem como uma alavanca para gerar novos empregos, o que deve ser estimulado para uma política industrial mais eficiente e moderna – afirmou o parlamentar.

Uma notícia muito ruim
lll
Governadores reunidos em Brasília cobram do Governo Federal um ajuda emergencial de R$ 7 bilhões.

Não há possibilidade de o governo conceder ajuda emergencial aos estados do Norte e Nordeste, declarou ontem a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi. “Não tem espaço”, disse ela, lembrando que o governo tem de cumprir a meta de um déficit fiscal de até R$ 170,5 bilhões neste ano.

É 14 estados, principalmente das regiões Norte (entre eles Roraima, claro), solicitaram uma ajuda emergencial ao governo, no valor de R$ 7 bilhões, nos mesmos moldes do que foi feito com o Rio de Janeiro

Questionada se não seria ruim para o retorno da confiança na economia brasileira a decretação de estado de calamidade por cerca de 14 estados da federação, a secretária avaliou que eles estariam apenas “declarando as dificuldades fiscais que já se colocam com a queda do PIB por dois anos consecutivos”.

lll
A Prefeitura de Boa Vista executa obras de infraestrutura e saneamento básico no bairro bela Vista.

Obras no Bela Vista | Mais um bairro de Boa Vista está recebendo serviços de infraestrutura. Desta vez as equipes da Secretaria de Obras e Urbanismo atuam no Bela Vista, zona Oeste da capital. A ação faz parte do pacote de obras que a Prefeitura de Boa Vista realiza em todo o município. Inicialmente, estão sendo executados os serviços de drenagem na Rua dos Astros, Rio Negro, Rio Tocantins, Rio Tapajós e Rio Claro. A Rua dos Astros, onde antes existia uma vala, foi totalmente tubulada, garantindo a recuperação da via. No total, são mais de dois quilômetros de drenagem em execução no bairro. O bairro também foi contemplado com o Programa Cidade Luz, que melhorou a iluminação pública do local. 

A CPI vai ao sul 
lll
Lenir Rodrigues preside a CPI do Sistema Prisional que faz visitas nos presídios do Estado.

A Cadeia Pública de São Luiz do Anauá, município localizado a 335 km de Boa Vista, vai receber a visita dos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Sistema Prisional. A ida a essa unidade prisional está prevista para o dia 23 deste mês. Essas visitas técnicas têm ajudado aos membros da comissão a visualizar a situação dos estabelecimentos prisionais no Estado.

– As visitas estão sendo muito importantes, porque estamos vendo a realidade nua e crua, a forma como a atual gestão está tentando resolver para amenizar os problemas, para que os reeducados possam ter uma atenção humanitária e a sociedade aqui fora tenha segurança de que não haverá mais fugas no sistema prisional”, disse a presidente da CPI, deputada Lenir Rodrigues.

A deputada ressaltou que a sociedade e os poderes constituídos precisam se unir para não somente resolver a situação caótica que se transformou o sistema prisional no Estado, mas para desenvolver políticas públicas que inibam principalmente os jovens, a ingressarem na criminalidade.

Política indígena
lll
Lideranças indígenas e não indígenas discutem políticas públicas para as comunidades no Estado. 

Teve início ontem o 1º Encontro de Políticas Indígenas, promovido pelo Governo do Estado. Durante três dias será aberto diálogo entre a Secretaria Estadual do Índio e coordenações regionais indígenas que estão distribuídas em 32 terras indígenas, que representa 400 comunidades.

O evento iniciou com ritual de defumação, apresentado pelo grupo cultural Wapichana, da comunidade Canauanin, do município de Cantá, 25 quilômetros de Boa Vista.

No encontro serão debatidos vários pontos como educação, meio ambiente e gestão territorial, economia e segurança alimentar, entre outros. Ao todo, participam do encontro 140 lideranças indígenas juntamente com coordenadorias regionais do Estado, além da UFRR, Uerr, Secretaria Estadual de Educação e Desporto e Instituto Federal de Roraima.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts