Vigilante desempregado comete atentado contra o Palácio Senador Hélio Campos.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h09

Vidraças do Palácio quebradas depois do atentado de ontem. Foto | Facebook

Um vigilante desempregado, identificado como Diego Alencar Pereira de Jesus, 27 anos, atacou a vidraça na entrada principal do Palácio Senador Hélio Campos, a sede do Governo de Roraima, ontem de manhã. A princípio houve um certo pânico, pois todos achavam tratar-se de tratar de tiros.

O sujeito apareceu de repente e atirou uma barra de ferro contra a estrutura, quebrando os vidros e deixando duas pessoas férias. Uma servidora, de 36 anos, foi atingida pelos estilhaços de vidro e uma outra, de 49, foi atingida na mão esquerda pela barra de ferro. Não foi necessário levá-las ao hospital.

Em seguida o homem correu na direção ao prédio da Assembleia Legislativa, onde arremessou algumas pedras que não causaram danos. Perseguido, o meliante foi preso e levado para o 1º Distrito Policial onde foi feito em flagrante por crime contra o patrimônio público.

Ao ser interrogado na Polícia Civil, Diego confessou que praticou o crime porque está desempregado e agiu por conta própria em protesto contra as autoridades que não geram emprego para a população.

Essa atitude delirante eleva a preocupação das autoridades de segurança, pois pode estimular outras manifestações semelhantes contra o patrimônio público, pelas mesmas razões apontadas nesse caso. Se a moda pega, não vai faltar desempregado para atirar pedras contra as vidraças do Palácio de Antônio Denarium, porque o governo dele não tem mostrado ação alguma para gerar emprego e renda para a população desamparada.

O Orçamento contraditório

O Orçamento proposto por Denarium não contempla área prioritárias.

Republicado por conter pequenos erros técnicos, o Orçamento de Roraima para 2019 revela números interessantes e contraditórios e que precisam ser informados ao cidadão.

Por exemplo: enquanto Denarium destina apenas R$ 7.314.854,00 para a Segurança Pública, por outro lado abastece a CER com R$ 61.014.101,00 uma empresa falida e sem serventia alguma e enche os cofres da falecida Codesaima com R$ 39.969.440,00, que só serve para gerar gastos e é usada de cabide de empregos.

Muitas outras excrescências são apontadas no orçamento. As secretarias de Cultura e Articulação Municipal, que não têm serventia alguma, juntas vão consumir R$ 11.140.000,00.

A comunicação oficial, criticada e repreendida dentro da própria estrutura de Governo, ganhou vultos R$ 10.917.237,00. E o secretário Marcos Eraldo Arnoud Marques ainda vai gerir outros R$ 5.391.410,00 destinados a Empresa Rádio e Televisão Difusora de Roraima – RADIORAIMA, presidida por ele, outra ‘mosca morta’.

Essa pequena análise sobre os gastos do Governo é só para atestar que o Orçamento de 2019 está desvirtuado e não atende prioridades por órgão de governo.

Energia: argumento não convence 

Diretoria da Roraima Energia dá explicações sobre preços: não convence. Foto | SupCom/ALE

Isso só pode ser brincadeira, um argumento notadamente equivocado e não convence: é que em resposta a um questionamento do Procon Assembleia, a empresa Roraima Energia, responsável pela distribuição de energia elétrica no Estado, informou que os aumentos no valor das faturas relatados pelos consumidores ocorrem porque a população está consumindo mais.

Ontem, em reunião com o Procon Assembleia, o diretor técnico e comercial da Roraima Energia, Rodrigo Nogueira, informou que houve alto consumo nos meses de fevereiro a abril. Ele afirmou que devido às altas temperaturas registradas neste período, o consumidor acaba usando mais os equipamentos como geladeira, freezer, câmaras frias e ar-condicionado, o que impacta no valor da fatura de energia, o que, segundo ele, não significa que houve alteração nas tarifas.

Na última semana, o Procon Assembleia chegou a receber até dez reclamações por dia, de consumidores relatando um acréscimo de até 50%, e informando que os valores das faturas não condizem com o consumo.

‘Dinheiro para Roraima’, pede Mecias

Mecias quer dinheiro para roraimenses e não para venezuelanos. Foto | Agência Senado

Contrariando o governo federal que decidiu liberar mais R$ 223,8 milhões para assistência emergencial e acolhimento dos venezuelanos, o senador Mecias de Jesus (PRB) afirmou ontem que esse dinheiro deveria na verdade ter sido liberado para o Governo e para o povo de Roraima.

— A Operação Acolhida que cuida, em tese, dos venezuelanos que saem de Roraima, gastou até agora R$260 milhões e, num passe de mágica, o governo federal abre mais um crédito suplementar de R$ 223 milhões para o Ministério da Defesa, para cuidar dos venezuelanos. E quem vai cuidar do povo de Roraima? — perguntou.

O senador disse que não dá para mandar R$ 200 milhões para cuidar dos venezuelanos e não ajudar Roraima, que está afundado em dívidas, em mais de R$ 6 bilhões, que não tem medicamentos nos hospitais, que não tem equipamentos, não tem condições de colocar merenda escolar nas escolas e não mandar nenhum centavo para esse estado.

“A ajuda humanitária deveria começar por Roraima”, protestou Mecias.

Só R$ 1 milhão para saúde?. É brincadeira!

Deputados federais em Roraima sob o comando de Eduardo Bolsonaro. 

O tema foi exaustivamente debatido ontem por deputados estaduais, puxado por Renato Silva (PRB).

A comitiva de deputados que veio a Roraima, liderada pelo deputado federal paulista Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, concluiu que destinará, por meio de emendas, a quantia de R$ 1 milhão para a saúde pública roraimense.

Esse valor seguramente não dá nem para comprar gases e material necessário para um mês, para uso emergência no Hospital Geral de Roraima.

Aqui entre nós, esse valor não dá nem para pagar o combustível do luxuoso avião presidencial, um Embraer-190, que trouxe os deputados a Roraima,

Alunos no compasso de espera

Transporte escolar continua parado por falta de pagamento.

Enquanto viaja com alegre comitiva para um passeio a Maringá, uma das mais belas cidades brasileiras, o governador Antônio Denarium não foi capaz de resolver o problema da educação no interior do Estado.

Por falta de transporte escola, as aulas no interior não recomeçaram ainda e o atual período letivo será prejudicado. A situação é grave e ainda sem perspectiva de uma solução em curto espaço de tempo.

A Secretaria Estadual de Educação informou que apenas no dia 15 deste mês, provavelmente serão retomadas as aulas em 45 escolas indígenas.

A justiça estadual recomendou a retomada do serviço, mas Denarium que tentou fazer isso de maneira emergencial, foi impedido pela própria justiça que solicitou a contratação via licitação, para dar mais lisura e transparência ao processo.

Amanhã: dia “D” contra a gripe

A vacinação contra a gripe tem dia definitivo amanhã em Boa Vista.

A prefeitura de Boa Vista promove neste sábado, 4, o “Dia D” da Campanha de Vacinação contra a Influenza (Gripe), uma grande mobilização que vai acontecer das 8h às 17h30 em 36 pontos em toda a capital.

O foco será dado mais uma vez aos grupos considerados prioritários, que devem procurar um dos pontos de vacinação, munidos com o cartão de vacina e documentos de identificação, além do cartão do SUS.

Os pontos de envolvem 28 unidades básicas de saúde, seis escolas municipais, além de dois pontos volantes que circularão pelos bairros Pedra Pintada, João de Barro e Monte das Oliveiras e também na Feira do Produtor.

Os grupos prioritários são compostos por: Pessoas com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, reeducandos e funcionários do sistema prisional e membros das Forças de Segurança (Policiais civis, militares, bombeiros e Forças Armadas).

O ‘ninho’ Tucano é de Shéridan

A deputada Shérindan será eleita hoje a presidente regional do PSDB.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) deverá eleger amanhã a deputada Shéridan como nova presidente do Diretório Regional. A convenção estadual acontecerá a partir das 8 horas no Plenário da Câmara de Vereadores de Boa Vista.

Depois da morte do ex-governador José Anchieta, então presidente, Shéridan Esterfany Oliveira foi designada presidente pela Executiva Nacional, mas na nominata do TRE local, seu reinado vai até o dia 7 de junho.

Mas para cumprir programação da Executiva Nacional, as convenções regionais serão realizadas nessa época, em todos os estados do Brasil.

Durante a programação, os tucanos de todo o Estado votarão para eleger os membros da Executiva Estadual que conduzirá o trabalho do partido em Roraima no biênio 2019/ 2020.

Baixo risco de infecção | O resultado do 2º Levantamento Rápido dos Índices de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa) de 2019 classifica Boa Vista com baixo risco de infestação para as doenças relacionadas ao mosquito, com 0,5%. Apenas quatro capitais e o Distrito Federal apresentaram situação satisfatória, de acordo com o Ministério da Saúde. O índice mede a quantidade de focos do mosquito encontrados na cidade. O número baixo é resultado de ações eficientes de prevenção que a prefeitura desenvolve em toda a capital. Todos os dias os agentes estão nas ruas em visitas de rotina, fazendo o controle de larvas, eliminação mecânica de criadouros e tratamento químico em depósitos não passíveis de remoção ou onde não foi possível outra medida física. Apesar desse baixo índice para dengue, zika e chikungunya, com a chegada do período chuvoso é necessário que a população adote hábitos responsáveis na limpeza dos quintais para evitar que o mosquito venha a nascer.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: