POLÍCIA MILITAR: Sampaio consegue acordo com Governo e garante recursos para reclassificação de candidatas.

Compartilhe nosso conteúdo!

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Soldado Sampaio (PCdoB), anunciou nesta quarta-feira (29) um acordo com o Governo do Estado para garantir a reclassificação das candidatas do concurso da Polícia Militar realizado em 2018. O anúncio foi feito em reunião com elas no Plenário Deputado Valério Caldas de Magalhães que contou com a presença da deputada Angela Águida Portella (PP) e do secretário estadual das Cidades, Luciano Castro.

“Nos comprometemos a alocar os recursos para a Uerr [Universidade Estadual de Roraima] fazer a reclassificação, assim como trabalhar junto ao Governo do Estado para efetivar essas três turmas: 120 em janeiro, 120 em julho e os demais vão ingressar no fim de 2022, em meados de dezembro”, garantiu o parlamentar.

O concurso de 2018 previa 340 vagas para homens (85%) e 60 para mulheres (15%) para o cargo de soldado PM 2ª Classe do Quadro de Praças Combatentes. No entanto, o Tribunal de Justiça de Roraima acolheu uma ação do Ministério Público Estadual e considerou inconstitucional o artigo da Lei do Estatuto dos Militares que limitava em 15% o número de vagas reservadas ao público feminino em concursos da corporação.

“O que queremos é que sejam utilizados o mérito e nota que tivemos. Muitas mulheres, mães de família, abdicaram do tempo delas para estudar e tiveram notas bem superiores a alguns dos classificados. Ficamos felizes com o posicionamento do presidente em garantir o nosso direito”, disse a concurseira Juliana Maciel, de 29 anos, que é uma das integrantes da comissão que representa as candidatas.  Com o anúncio, elas aguardarão os trâmites na Uerr para que seja feita a reclassificação e possam cumprir todas as etapas do certame.

Orçamento

Com a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022, na quinta-feira (23), foi possível garantir os recursos necessários para chamar todos os concursados do cadastro de reserva da Polícia Militar. Também foi garantida na LOA a Indenização de Risco de Vida (IRV) para os policiais e bombeiros militares. A gratificação era aguardada há quase oito anos pelos profissionais.

Aderr

Na reunião, o presidente Sampaio também garantiu a cerca de 40 servidores da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr) que recursos serão alocados para a reestruturação da instituição e do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR). As demandas haviam sido apresentadas pelo grupo e foram negociadas com o governo.

“A Aderr precisa ser modernizada de acordo com o avançar tecnológico, novas doenças, novos parasitas. É necessário que a agência esteja fortalecida para ajudar no crescimento do setor primário”, disse o presidente da Assembleia Legislativa. O diretor de defesa vegetal da Aderr, Marcelo Parisi, agradeceu o esforço da Assembleia e do Governo de Roraima para garantir que as demandas dos servidores fossem acolhidas.

“A agência vinha reivindicando há alguns meses a reestruturação do quadro funcional para o próximo ano. Então, nós conseguimos, com a aprovação do orçamento este ano, os recursos que são necessários e hoje viemos para agradecer à deputada Ângela, ao presidente Sampaio e ao governador Denarium pela destinação dos recursos”, disse o diretor.

Informações e fotos: Secom/Assembleia

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts