17 Estados e Brasília flexibilizaram o uso de máscaras. RORAIMA mantém obrigatoriedade.

Compartilhe nosso conteúdo!

Levantamento do Ministério da Saúde mostra que 17 Estados e o Distrito Federal já flexibilizaram o uso de máscaras até esta 2ª feira (21.mar.2022). O Ceará é o mais recente a entrar nessa lista. Desobrigou a proteção contra a covid-19 em espaços ao ar livre a partir desta 2ª (21).

Nove Estados ainda mantêm a obrigatoriedade em todos os ambientes: Bahia, Pernambuco, Roraima, Pará, Sergipe, Amapá, Tocantins, Paraíba e Piauí. Os Estados restantes já retiraram as máscaras ao menos parcialmente. Contudo, pessoas que estiverem com covid-19 ou sintomas gripais devem continuar com a proteção. O uso também é indicado para idosos, pessoas com maior risco contra o coronavírus e em locais de aglomeração.

Oito unidades da Federação já tornaram as máscaras opcionais em locais abertos e fechados: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Santa Catarina, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Alagoas. O uso segue necessário nos ambientes internos de 6 Estados (Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas, Rio Grande do Norte, Ceará e Acre). Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás e Maranhão determinaram critérios para permitir que os municípios desobriguem a proteção.

Eis as condições por estados:

ESPÍRITO SANTO: SÓ ESPAÇOS ABERTOS – máscaras deixaram de ser obrigatórias; ESPAÇOS ABERTOS E FECHADOS – o município deve ter 80% dos adultos com o 1º ciclo vacinal completo (duas doses ou dose única); 90% da população de 12 a 17 anos com a 1ª dose; e 90% dos idosos aptos com a dose de reforço.

MINAS GERAIS: SÓ ESPAÇOS ABERTOS – máscaras deixaram de ser obrigatórias; ESPAÇOS ABERTOS E FECHADOS – o município deve ter ao menos 80% da população com 5 anos ou mais com o 1º ciclo vacinal completo e 40% dos adultos com a dose de reforço.

GOIÁS: SÓ ESPAÇOS ABERTOS – municípios precisam ter ao menos 75% da população com 5 anos ou mais com o 1º ciclo vacinal completo; ESPAÇOS FECHADOS – uso permanece necessário.

MARANHÃO: SÓ ESPAÇOS ABERTOS – uso dispensado para todos; ESPAÇOS FECHADOS – municípios precisam ter ao menos 70% da população com o 1º ciclo vacinal completo. Nas outras cidades, o uso é dispensando em estabelecimentos internos desde que seja obrigatório apresentar comprovante de vacinação com duas doses ou a dose única para entrar.

O uso de máscara ainda é obrigatório nacionalmente, conforme a Lei nº 14.019, de 2 de julho de 2020 Nos Estados em que a proteção foi flexibilizada, prefeitos têm a opção de manter a obrigatoriedade.

PRÓXIMOS ESTADOS A FLEXIBILIZAR MÁSCARAS

PARANÁ – o governador Ratinho Júnior (PSD) disse na 6ª feira (18.mar) que deve retirar a proteção nos espaços fechados em 10 dias.

SERGIPE – o governador Belivaldo Chagas (PSD) enviou projeto para revogar o uso de máscara à Assembleia Legislativa em 14 de março; AMAZONAS – obrigatoriedade em espaços fechados deve ser reavaliada no final de março ou começo de abril.

BAHIA – o governador Rui Costa disse que pode flexibilizar o uso a partir de abril, se os números da covid-19 permanecerem em queda.

PERNAMBUCO – o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse na semana passado que o Estado só avaliará a flexibilização no fim de março.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts