Empresário ligado a Jalser Renier é expulso do plenário da Assembleia Legislativa de Roraima.

Compartilhe nosso conteúdo!

Walker de Oliveira Thomé, um empresário local ligado ao ex-presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, foi expulso da sessão desta quarta-feira (13), por ordem do presidente Soldado Sampaio. Walker distribuiu áudios no Whats App com ofensa ao deputado Renato Silva (Republicanos), fruto de uma rixa pessoal, motivada por questões políticas.

Nesta quarta Walker estava presente na Sessão Ordinária quando Renato pediu publicamente que o presidente Soldado Sampaio o expulsasse das galerias. O pedido foi atendido e Walker foi expulso, resmungando.

Renato Silva relatou ter sido ameaçado por Walker e decidiu processá-l0 por ofensa, injúria e difamação. O parlamentar pediu que a Justiça de Roraima proíba Walker de se aproximar dele e da esposa, Karen Mirea Martins, em um raio de 500 metros. O parlamentar pediu ainda que ele não possa compartilhar vídeos e áudios contra ele.

De acordo com a denúncia, o empresário publicou áudios e vídeos em tom de ameaça contra o casal. Além disso, falou que tinha relação íntima com a esposa do parlamentar.

“O empresário] em áudio e vídeo, relata diversas injúrias e difamações em desfavor dos autores, dos calões mais baixos possíveis, ao ponto de afirmar que possuía um caso extraconjugal com a segunda autora”, diz a denúncia.

“Nos mesmos áudios, o requerido explicitamente ameaça o primeiro autor, dizendo que irá ‘descer a porrada’ toda vez que o encontrá-lo, o que demonstra o perigo eminente contra os autores por parte da conduta do requerido”.

Renato disse que Walker Thomé tinha contrato com o Poder Legislativo em gestões passadas, e que vai levar as informações ao Ministério Público. No ano de 2019, Walker tentou a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, mas desistiu da candidatura antes de o nome dele ser apreciado pelos deputados.

Expulsão

Durante a sessão de hoje, Renato Silva disse que estava sendo ameaçado por um “frustrado e marginal”. Contudo, ele não detalhou se sofreu outro tipo de ameaça além dos áudios e vídeos.

Conforme Renato, Walker o insultou e, por questão de segurança, pedia que a presidência autorizasse a retirada do empresário da Casa. Soldado Sampaio permitiu. Em seguida, o empresário usou palavras de baixo calão e que “mostraria fotos”. Logo depois, ele disse que deixaria o Plenário por vontade própria.

Com informações compartilhadas: Roraima em Tempo

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts