Polêmica com a contratação de Gustavo Lima é bom para a imagem de São Luiz do Anauá”, afirma o prefeito James Batista.

Compartilhe nosso conteúdo!

O assunto que virou polêmica nacional, a contratação do sertanejo Gustavo Lima por R$ 800.000,00 para cantar na 24ª Edição da tradicional vaquejada do município de São Luiz do Anauá – Sul de Roraima – não está causando preocupação alguma no prefeito da cidade, James Batista.

Contrariando a tudo e a todos, James até festejou com certo deboche a reverberação do tema. Em seus perfis nas redes sociais, James publicou um vídeo nesta quarta-feira (25) e afirmou que a realização de festas tradicionais com grande participação popular e repercussão nacional, está no DNA de São Luiz do Anauá.

Isso é muito bom, significa que a gente tá no caminho certo. Sempre que você quer fazer algo que destoa do comum, do usual, você incomoda, você causa algum desconforto naqueles que torcem pela ruína, pelo marasmo, pela mesmice”, disse ele.

James disse que todo esse alarido é causado por aqueles que torcem pelo seu insucesso, mas afirma que o assunto colocou São Luiz no noticiário nacional, “e isso é muito bom”. Para ele São Luiz é diferente, o grupo dele é diferente e a ousadia é algo que está no DNA dele.

Eu não sou maluco, não sou irresponsável e nunca brinquei com dinheiro público. As pessoas se precipitam em comentar algo que não conhece. Eu trabalho com planejamento e determinação. Toda essa polemica gira em torno do valor pago pelo show. Mas ninguém procurou saber a qualidade dos serviços que prestamos aqui. São serviços essenciais prestados com qualidade e responsabilidade. Aqui a realidade é outra, aqui trabalhos com comprometimento”, disse.

A vaquejada está marcada para acontecer nos dias 1º, 2º e 3 de dezembro de 2022. O prefeito disse que estima um público de 50 mil pessoas no show de Gusttavo Lima. Ao todo, devem comparecer 100 mil pessoas no evento.

“É um evento grandioso. A gente sabia que ia dar uma repercussão imensa e a ideia era exatamente essa. A gente quer atrair o estado de Roraima inteiro para dentro de São Luiz”, contou o prefeito ao g1 em reportagem publicada em março.

James disse ainda que trazer o artista com o maior cachê do Brasil é algo que vai “chocar todo o estado de Roraima”. “As pessoas vão se chocar. O estado vai estar assombrado, vai ficar assombrado com o que vai encontrar, com o que vai presenciar em São Luiz, o processo de transformação e da infraestrutura da cidade para receber as pessoas”.

A tradicional vaquejada de São Luiz já trouxe várias atrações nacionais ao longo de 14 anos. Entre elas, as duplas Rick e Renner, Gian e Geovane, Milionário e José Rico e o cantor de brega Wanderley Andrade. Desde que anunciou a festa, em fevereiro deste ano, o prefeito já afirmava que a intenção era atrair os os olhares para a pequena cidade distante cerca de 310 Km de Boa Vista: “As pessoas vão se chocar. O estado vai estar assombrado, vai ficar assombrado com o que vai encontrar”.

Mas a contratação de Gustavo Lima está sendo investigada pelo Ministério Público de Roraima (MPRR). A cidade tem uma população estimada em cerca de 8 mil habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Assim, dividindo o valor do cachê, daria R$ 100 por cada pessoa que vive na região, incluindo adultos e crianças.

No vídeo de mais de 5 minutos, James procura relatar as ações que executa em São Luzi para contrastar com todo o reboliço que se fez em torno da atração sertaneja. “Nós não estamos fazendo uma festa para gastar dinheiro público. O evento se pagará com as receitas que serão trazidas direta e indiretamente para São Luiz, com geração de renda e mais empregos”, disse.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts