Teresa condena postura de Denarium por não pagar 13º e férias a servidores seletivados do Estado. VEJA VÍDEO

Compartilhe nosso conteúdo!

A pré-candidata ao Governo de Roraima, Teresa Surita (MDB), se manifestou nesta segunda-feira (27), nas redes sociais, sobre a decisão do Governo de Roraima de não pagar o 13º salário aos servidores seletivados. A decisão do executivo estadual foi motivo de revolta por parte dos servidores e virou notícia na imprensa.

Segundo Teresa os direitos de todo trabalhador devem ser assegurados pelo governante e o que está acontecendo com os seletivados do Governo do Estado não é correto. Mais de 1000 servidores não receberam 13º salário, férias e outras gratificações que deveriam ser direito.

Essas pessoas que trabalham todos os dias e precisam ser tratadas com respeito. Como gestora da capital, com recursos muito menores que o Governo do Estado, uma das minhas maiores preocupações foi garantir a todos os servidores, inclusive aos servidores temporários, aquilo que lhes é de direito. E até hoje na Prefeitura de Boa Vista é assim. O bom governante precisa sempre valorizar o servidor. A vocês, seletivados do estado, eu deixo aqui um compromisso: a partir do ano que vem vamos corrigir essa injustiça. Lamento muito a injustiça que está acontecendo com os seletivados do governo do estado. Hoje esses servidores não recebem o 13º, as férias e outras gratificações. Comigo todos os servidores do estado, independente de como forem contratados, terão os mesmos direitos. Pagar esses benefícios é uma escolha do gestor. É uma demonstração de cuidado com o servidor”, disse Teresa.

De acordo com Teresa, desde 2013, quando voltou a governar Boa Vista, os seletivados do município recebem o mesmo tratamento que comissionados e servidores efetivos. Na manifestação em vídeo, Teresa mostrou documentos que comprovam que os servidores seletivados fazem jus a benefícios remuneratórios que garantem um reforço no sustento das famílias.  

Nós sempre pagamos aos servidores seletivados o 13º salário, as férias remuneradas, mais acréscimo de 1/3, abono salarial, GID, 13º inclusive das gratificações, e também recolhemos para o INSS, o que garante a aposentadoria. Já pagamos até prêmio de gestão escolar a servidores seletivados, que são os contratos temporários. Cuidar das pessoas é oferecer sempre o melhor, é respeitar, proteger, acolher desde o primeiro dia de gestão. E a valorização dos servidores não acontece com tapinhas nas costas, é com respeito, compromisso e com a garantia de todos os direitos que um gestor possa proporcionar”, concluiu Teresa.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts