SEQUESTRO DE ROMANO: STJ autoriza retirada da tornozeleira eletrônica da canela de Jalser.

Compartilhe nosso conteúdo!

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu em parte a liminar para Jalser Renier (SD) e permitiu a tornozeleira que tanto incomodada o parlamentar fosse removida de suas canelas . A decisão é desta terça-feira (7) proferida pela 5ª Turma do Supremo.

Os ministros iniciaram o julgamento no dia 23 de novembro. Contudo, retiraram de pauta, por indicação do relator, ministro Jesuíno Rissato. Dessa forma, os ministros se reuniram novamente e decidiram revogar parte das medidas restritivas. Elas foram uma condição para o parlamentar sair da prisão.

Com a decisão, agora Jalser também pode viajar para o interior do estadoEle também fica livre para viagens interestaduais, mas terá que comunicar à Justiça se a viagem durar mais de cinco dias. Por outro lado, o deputado ainda deverá cumprir o recolhimento domiciliar noturno. Ele deve continuar permanecendo em casa das 22h às 6h.

Outra medida que ele deve continuar a cumprir é a distância das vítimas e familiares, bem como de testemunhas e envolvidos no caso Romano dos Anjos. Jalser continua proibido de qualquer contato com essas pessoas. Vale ressaltar, que mesmo proibido de manter contato com Romano, Jalser o indicou como sua testemunha de defesa no processo de cassação.

Medidas Cautelares

Ao atender o pedido de habeas corpus de Jalser Renier, o STJ solicitou que o Tribunal de Justiça de Roraima aplicasse medidas cautelares. Ou seja, que decidisse quais as condições e medidas ele teria que cumprir para sair da prisão.

Então a juíza Graciette Soto Mayor aplicou o uso de tornozeleira, assim como o recolhimento domiciliar noturno. A magistrada também o proibiu de manter contato com as vítimas e seus familiares, assim como com os investigados no caso Romano dos Anjos.

Logo depois disso, o Ministério Público do Estado (MPRR) identificou em relatório que a tornozeleira indicava que Jalser estava em Boa Vista enquanto ele dizia estar em Brasília.

Sendo assim, o órgão solicitou novamente a prisão do deputado. No documento, o MPRR mostrou os bilhetes das passagens que comprovam a partida de Jalser em um avião de carreira. No entanto, o deputado seguia com as medidas restritivas até hoje (7).

Sequestro

O sequestro do jornalista Romano dos Anjos ocorreu no dia 26 de outubro do ano passado. Bandidos o retiraram de casa, o torturam e em seguida o deixaram em uma área na região o Bom Intento, na zona Rural de Boa Vista.

Romano estava com pés e mãos amarrados com fita adesiva, mas conseguiu se soltar. Como resultado, ele passou toda a noite próximo a uma árvore no Bom Intento. O carro do jornalista foi queimado pelos criminosos.

Conteúdo: Roraima em Tempo

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts