O BICHO VAI PEGAR: Apesar de toda a bajulação de Telmário, Denarium prefere Hiran como candidato do Grupo ao Senado.

Compartilhe nosso conteúdo!

Postagem extraída da página de Denarium no Facebook: ele e Hiran.

Apesar de todas as lisonjas, da bajulação ensebada, do serventilismo, Tealmário Mota (Prós) não conseguiu amarrar uma aliança política com Antonio Denarium que lhe assegurasse um palanque mais robusto para a reeleição. Telmário foi trocado por Hiran Gonçalves (PP).

O senador “Nibiru” estará sozinho na sua luta praticamente perdida, em busca de uma nova mamata de 8 anos. Telmário foi hostil à Denarium, oponente agressivo do governador na primeira metade da gestão. Mas acachapou-se em troca de alguns trocados e uns poucos empregos no Governo.

Telmário era implacável nos ataques ofensivos e não escondia de ninguém sua aversão pelo governador. Em vídeo – em poder deste blog – (VEJA VÍDEO ABAIXO), o senador chamou Denarium de “ladrão, estelionatário, falsificador de assinaturas do antigo Banco Bamerindus, ladrão de gado…”, acusações chocantes, um vocabulário não condizente para um senador da República e acusações muito graves contra um chefe de Estado.

As inculpações de Telmário, no entanto, não resultaram em nada. Apesar da veemência das acusações feitas “ao nanico” – foi assim que Telmário se dirigiu ao Denarium – os dois se abrasaram posteriormente como se velhos amigos fossem. E de um ano e meio para cá, Telmário foi só elogios à Denarium (veja vídeo):

Enquanto isso o “lord” Hiran foi chegando de mansinho e quando notou a fragilidade de Denarium, sua carência por ausência absoluta de agregados políticos, lançou seus tentáculos, feito um polvo devorador e não só ganhou o colo de Denarium como conseguiu engolir vantagens, benefícios e muitos empregos, com destaque para mulher e filhos, acomodados em funções proeminentes na gestão.

A aliança de Denarium/Hiran será consagrada no comício que o PP realizará nesta quarta-feira (11), no Centro de Tradições Gauchas (CTG), onde serão pré-candidaturas do grupo chapa branca, com destaque para Denarium e Hiran. Alias, para que não pairem dúvidas do “casamento” Hiran/Denarium, todos os convites postados em redes sociais destacam apenas as pré-candidaturas de Hiran e Denarium. Associado de araque, Telmário não é lembrado por Denarium em nenhum dos banners publicados.

Mas pelo que se conhece do caráter temperamental e impulsivo de Telmário, essa história não acabará assim feito aquele filme de amor com final feliz. Quando der conta da traição, descobrir que está sendo esnobado, rejeitado e preterido pela turma de Denarium, no auge da campanha, que oficialmente só começará em agosto, Telmário vai assumir suas origens e certamente teremos aquele sujeito enjoado e aborrecido novamente nas ruas de Boa Vista e sobre sua pampa velha avermelhada, a denegrir, vociferar e açoitar seus antigos amigos e parceiros.

E a arenga com Hiran vai se asseverar mais tarde, quando Telmário perceber que todo o pacto que Denarium fez com grupos políticos, serventilistas e agregados do Palácio, estarão à serviço do “lord”. Telmário vai jogar rasteiro. E outro dia já mostrou um “spoiler” do que virá: em vídeo distribuído para grupos privados de WhatsApp, sentou a pua em Hiran, acusando-o entre outras coisas de ter agredido a esposa e a sogra dele. O bico vai pegar. Podem apostar.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts